O que fazer quando seu cônjuge desiste da fé

Muitas pessoas enfrentam dificuldades quando o parceiro deixa de ir à igreja e, além disso, as consequências pesam no relacionamento


Por Ana Carolina Cury / Foto: Cedidas / Rawpixel.com Fotolia

Quando você se casou tudo parecia perfeito no aspecto da fé. Vocês iam juntos aos cultos, participavam dos grupos de evangelização e, por isso, se tornaram um exemplo de casal para os amigos e familiares. Só que agora tudo mudou. Seu cônjuge não quer mais ir à igreja e está tendo maus olhos para as coisas de Deus. Infelizmente, essa pode ser a sua história ou de algum casal muito próximo a você. A boa notícia é que esse problema
tem solução.

Quando estavam com quatro anos de casados, a microempresária Priscila Santos Wolberg, de 38 anos, e o vendedor Joel Squisato Wolberg, de 38 anos, viveram dias difíceis por conta desse esfriamento na fé. “Quando apresentamos nossa união a Deus parecia que tudo seria maravilhoso. O Joel era um homem temente e companheiro, mas as coisas começaram a mudar quando ele deixou de acordar cedo para ir comigo ao culto”, lembra Priscila.

Outras prioridades foram ganhando espaço na vida do vendedor. “Passei a ter maus olhos, não via mais santidade na casa de Deus. Tinha ciúmes pelo fato de a Priscila ir à igreja e me deixar em casa. Fique totalmente cego”, relata Joel.
A tristeza ganhou espaço no coração de Priscila, mas ela sabia que, caso se deixasse dominar por aquele sentimento, perderia seu casamento ou perderia sua Salvação. Então, quanto mais distante de Deus o marido ficava, mais ela se aproximava do Altíssimo.

A vitória veio, mas não aconteceu do dia para a noite. “Ele me disse durante uma briga que queria se separar e ficou na casa da mãe dele por três meses. Eu, no entanto, estava firme porque tinha certeza que Ele me responderia”, diz Priscila.

Joel conta que quando percebeu que estava perdendo a família que havia constituído entendeu que a culpa era dele mesmo. “Estava sofrendo e via que ela estava bem. Foi quando minha ficha caiu e a primeira coisa que decidi fazer foi buscar ajuda com o pastor da igreja. Ele me aconselhou a me reconciliar com Deus e ir na Terapia do Amor. Foi o que eu fiz. Joguei fora o orgulho e me vesti com a capa da humildade”, conta o vendedor.
Depois disso, Priscila deu uma nova chance ao marido. “Essa experiência nos fortaleceu muito. O que aprendi é que casamento significa sacrifício e devemos sempre lutar por ele”, conclui.

Ajuda na batalha

O palestrante e apresentador Renato Cardoso aconselha a não optar pelo divórcio apenas porque você está passando por um problema de difícil solução. “Saiba que quem desiste tem a garantia da derrota, mas quem persiste tem a chance de vencer. Enquanto você achar que está sozinho em sua luta conjugal realmente não será apenas difícil, mas impossível. É aí que entra Deus. Mas Ele só entra quando você O convida e faz dEle seu parceiro nessa luta”, afirma.

ler mais
Notícias relacionadas
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

O que fazer quando seu cônjuge desiste da fé

[recaptcha]

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

[recaptcha]

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games