A Lei Divina do sucesso


Por Rê Campbell / Foto: Fotolia

Você já teve a sensação de que sua vida não sai do lugar? Esse era o sentimento de Anibia Bolgioni, de 40 anos. Em 2017, ela e o marido passaram por várias dificuldades financeiras. “Foi um ano de escassez. Tudo que tínhamos conseguido até ali estava escapando pelos vãos dos nossos dedos”, lembra ela.

Márcio Bolgioni, de 47 anos, tinha um caminhão e trabalhava com extração e venda de areia, mas os clientes haviam sumido. Para tentar gerar renda, eles começaram a construir uma casa em um pequeno terreno para depois vendê-
la, mas a prefeitura embargou a obra. “Nós estávamos dependendo de clientes e da prefeitura para que nossa vida andasse”, lembra Anibia. “Meu marido sempre foi um homem muito trabalhador. Apesar disso, não enxergávamos saída e não conseguíamos ver uma oportunidade”, completa.

No fim do ano passado, Anibia decidiu fazer algo diferente. Ela foi ao Templo de Salomão para passar o Ano-Novo. “Naquele dia, recebi uma palavra de fé, escrita em um adesivo, que dizia que 2018 seria o ano de ‘uma jornada feliz’. Eu acreditei”, explica. Desde então, ela conta que passou a seguir a Palavra de Deus à risca. “Comecei a participar das reuniões da Universal e a colocar os aprendizados em prática. Aprendi que só deveria depender de Deus e de mim mesma.” Ela afirma que esse ensinamento a levou a ter mais atitude. Em vez de apenas esperar a chegada de novos clientes, o casal adotou uma postura mais proativa. “Foi uma transformação de dentro para fora. Passamos a enxergar novas possibilidades”, diz.

Aos poucos, o casal conseguiu se organizar e manter o foco no que deveria ser feito. Uma das conquistas foi regularizar a situação do terreno na prefeitura, o que permitiu que finalizassem a construção do imóvel. “Fizemos compras parceladas, colocamos as mãos na massa, terminamos a construção e vendemos. Agora estamos com outros projetos”, comemora.

Depender de outros
Muitas pessoas não conseguem fazer nada sem a ajuda de outras. Algumas vivem em estado de dependência constante. Elas precisam de alguém para indicar trabalho, fazer favores, pagar as contas e cuidar dos filhos, entre outras tarefas. E o pior: quando algo sai errado, elas logo se apressam em encontrar um culpado.

Para essas pessoas, a vida não sai do lugar por causa do chefe, dos clientes, da burocracia, da família e dos amigos. Você conhece alguém assim? Infelizmente essa situação é bem comum. Talvez até você já tenha tentado justificar um fracasso colocando a culpa em algo ou em alguém. No início, isso pode até trazer um certo alívio. Afinal, você pode dizer: não consegui realizar meu plano porque alguém me impediu. O problema é que essa atitude vai colocar você cada vez mais longe dos seus sonhos. E o motivo é simples: quem depende dos outros nunca se responsabiliza pela própria vida. E não dá para ter sucesso com uma vida terceirizada. A vida é de quem assume as rédeas.


Agora você deve estar se perguntando: como eu posso assumir de vez o comando da minha vida? O Bispo Marcelo Moraes, um dos palestrantes da Nação dos 318, no Templo de Salomão, em São Paulo, diz que o primeiro passo para a mudança é fortalecer a fé. Ele sugere que as pessoas dependam apenas de Deus e evitem condicionar o próprio sucesso a outras pessoas, para evitar decepções. “Quem depende só de Deus não fica refém da economia, do patrão, de parentes, de pai, de mãe, pois, quando a pessoa vive a fé e executa a Palavra de Deus, sabe que Deus trará a provisão divina.” Em outras palavras, a fé é a dose de coragem necessária para agir diante
das dificuldades.

O Bispo cita a Bíblia para exemplificar a forma como a fé pode modificar a vida das pessoas. “Em Deuteronômio está escrito: ‘Deus te abençoou em toda a obra das tuas mãos.’ (2:7). Ou seja, eu não preciso ‘comer na mão’ de ninguém, depender de ninguém, pois as obras das minhas mãos serão abençoadas”, afirma.

Visão desenvolvida
Para transformar o mundo ao redor, é preciso primeiro mudar a própria mente. E essa mudança só pode ser feita com o desenvolvimento de uma nova visão, como defende o Bispo Marcelo Moraes. Para ele, as pessoas não devem se basear apenas no que os próprios olhos alcançam. É necessário ir além e buscar as oportunidades que ainda não estão visíveis a qualquer um. “Deus tirou Abraão da tenda e mandou que ele olhasse para o céu e contasse as estrelas porque na tenda a visão dele era limitada. Nós somos fruto da nossa visão. Se eu vivo pelos olhos, eu vou viver na dependência do mundo e achar que não tem mais jeito”, exemplifica.

E qual é a diferença entre a visão baseada na fé e a visão que os olhos permitem enxergar? O Bispo responde rapidamente: “quando a pessoa tem a visão de Deus, ela consegue ver o amanhã, ainda que os olhos dela indiquem o contrário. Está escrito: ‘como pensei, assim sucederá; e como determinei, assim se efetuará’”, finaliza, citando um trecho de Isaías.

Congresso para o Sucesso 

Uma reunião que inspira novas ideias e traz motivação para superar desafios financeiros. Todas as segundas-feiras no Templo de Salomão em uma Universal mais próxima de você. Confira horários e endereços aqui

ler mais
Notícias relacionadas
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

A Lei Divina do sucesso

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games