Você é movido pelo que vê ou pelo que crê?

Entenda por que a mesma fé que fez a diferença no passado traz resultados também nos dias atuais


Por Kelly Lopes / Fotos: Reprodução e Arquivo Pessoal  / Arte: Caue Frota

A história bíblica conta no primeiro livro de Reis que, sob o comando do rei Acabe e de sua mulher, Jezabel, o povo de Israel não adorava mais a Deus, pois O havia trocado por Baal, considerado deus da prosperidade e da fertilidade.

Porém, quanto mais Israel adorava a Baal, mais o caos se instalava, com maior frequência de mortes e de miséria.

Deus não enviava mais a chuva e o povo estava cego espiritualmente. Alguns profetas do Senhor eram mortos a mando de Jezabel e os que restavam, com medo, se escondiam em cavernas, exceto Elias, nome de origem hebraica que significa “O Senhor é Deus”.

Por meio da vida de Elias, o poder de Deus foi demonstrado diversas vezes. Uma delas aconteceu quando ele se revoltou com a idolatria do povo hebreu aos deuses pagãos. A Bíblia narra que ele foi ao Monte Carmelo e desafiou 450 profetas de Baal e mais 400 profetas da deusa Aserá, que serviam a Jezabel. (I Reis 18.19).

Elias não se acovardou perante o rei Acabe e, naquela ocasião no Monte, disse ao povo: “Até quando coxeareis entre dois pensamentos? Se o Senhor é Deus, segui-O, e se Baal, segui-o.” Porém o povo nada lhe respondeu.
(I Reis 18.21).

Então, ele ordenou que lhe trouxessem dois bezerros. Os profetas de Baal deveriam matar um deles, montar um altar e clamar para que Baal acendesse com fogo o local para consumir o bezerro. Elias faria a mesma coisa com o outro animal, mas clamaria ao Deus de Israel. Por fim, o deus que respondesse com fogo seria o verdadeiro Deus.

Todos fizeram de acordo com o proposto. Clamaram a Baal, dançaram e se mutilaram com facas, conforme era o costume, mas não obtiveram resposta.

Elias edificou um altar e, sobre ele, colocou o outro bezerro. Em seguida, pediu para que o altar fosse molhado com água e orou: “Ó Senhor Deus de Abraão, de Isaque e de Israel, manifeste-se hoje que tu és Deus em Israel, e que eu sou teu servo, e que conforme à tua palavra fiz todas estas coisas.” Então, o fogo desceu dos céus e consumiu o holocausto. Todo o povo, enfim, reconheceu que só o Senhor era o Deus verdadeiro.
(1 Reis, 18. 36-39).

O resultado

Em seu programa Inteligência e Fé, exibido pela Record TV, o Bispo Renato Cardoso disse que os feitos de Elias revelam que ele era um homem de revolta e de desafios. “A situação de Elias significa para nós o conflito entre a teoria e a prática, entre o que ele via e o que ele cria. Ou seja, o Senhor era o Deus verdadeiro, mas na prática Baal estava em ascensão. Elias não aceitava o que seus olhos viam.”

Ele acrescentou que essa deve ser a atitude de quem crê em Deus. “A fé inteligente não nos permite crer em uma coisa e viver outra, esse é o primeiro passo para mudar de vida e ver como Elias o fogo de Deus descendo em sua vida e provando de fato que o Senhor é Deus.”

O poder do Altíssimo ficou provado também na vida do empresário e palestrante Edmilson de Sousa, de 38 anos (foto a dir.), que usou a fé para escrever uma nova história de vida. Nascido no Tocantins e de família simples, ele passou por muitas dificuldades. Aos 18 anos, mudou-se para São Paulo na esperança de arrumar emprego.

Contudo, por ter pouco estudo e experiência somente nos trabalhos da roça, não conseguia trabalho. Até que foi convidado para assistir a uma reunião na Universal. Em pouco tempo, ao aprender sobre a fé inteligente, conseguiu um emprego registrado.

“Na época, fiquei muito feliz, as coisas começaram a andar, conheci uma pessoa, me casei e tivemos uma filha, mas pouco tempo depois fui esfriando na fé e me afastei do Altar”, afirma.

Depois disso, Edmilson relata que chegou ao fundo do poço com a morte de sua esposa, vítima de um câncer. Quando tentava se recuperar da perda, recebeu a notícia do assassinato do irmão. “Sofri muito, eu não conhecia a Deus e não tinha o Espírito Santo. Foi quando reconheci que não dava mais para brincar e viver uma vida movida pela emoção. Decidi me entregar de verdade a Deus e colocar a minha vida no Altar. Depois dessa decisão, recebi o Espírito Santo.”

Mesmo passando por outras situações difíceis, com o Espírito Santo em seu ser, sua visão mudou. Após usar a fé no sacrífício em uma Fogueira Santa, ele recebeu de Deus direção para empreender em um projeto de representações.

“Eu lembro que dizia a mim mesmo ‘meu Deus eu não tenho estudo’, mas aí lembrava que tinha o Espírito Santo e vinha uma certeza de que aquele negócio era para mim. Ali me destaquei e prosperei. Mesmo tendo só a terceira série, passei a dar palestras para pessoas estudadas.”

Hoje, casado com a empresária Deuzelina Silva Lopes, de 33 anos, ele revela sua maior riqueza: “há alguns anos eu morava em um barraco, hoje temos chácara, carros importados, um patrimônio avaliado em mais de R$ 3 milhões e uma família abençoada. Foi o Altar que me deu tudo isso, mas a maior alegria, o maior tesouro que eu conquistei, foi o Espírito Santo. Eu não O trocaria por nada neste mundo. Ele é a maior conquista da minha vida, somente após tê-
Lo tive todas as conquistas, a paz e a verdadeira felicidade.”

ler mais
Notícias relacionadas
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Você é movido pelo que vê ou pelo que crê?

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games