Voluntários resgatam vítimas da exploração sexual

EVG Night oferece apoio social e espiritual


Por Redação* / Fotos: Cedidas

O grupo EVG Night – programa social que oferece assistência a garotas de programa e travestis de todo o Brasil – já amparou, em seis meses, 8,5 mil vítimas de exploração sexual. Segundo dados da Fundação Mineira de Educação e Cultura (Fumec), o Brasil possui aproximadamente 1,5 milhão de pessoas, entre homens e mulheres, na prostituição.

Adriana Paes, natural de Vitória da Conquista, na Bahia, veio para São Paulo quando tinha apenas 15 anos e aos 21 anos acabou entrando para o mundo da prostituição.“Em 1999 resolvi vir para São Paulo para morar com a minha irmã. Durante quatro anos trabalhei como autônoma, mas depois acabei entrando na prostituição a convite de uma pessoa que conheci na rua”, relembra.

Depois de 11 anos, Adriana conseguiu largar a prostituição e conta seu depoimento a outras pessoas que vivem na mesma situação que ela vivia. Atualmente, ela é voluntária do grupo na capital paulistana. “Eu vivia uma vida vazia e solitária, apesar de estar bem financeiramente e frequentar festas e barzinhos. Para quem estava de fora, parecia que eu era a pessoa mais feliz do mundo, mas, dentro de mim, existia muita angústia. Só depois que saí desta vida me senti verdadeiramente feliz e completa.”

Em todo o Brasil, Adriana e mais 2,5 mil voluntários saem toda sexta-feira à noite para visitar becos, vielas, avenidas e proximidades de boates e motéis. Quando há espaço para o diálogo, o grupo oferece apoio social com assistência de médicos, enfermeiros e psicólogos. São entregues também livros como O Resgate, do Bispo Sergio Corrêa, obra que ensina a reconstruir a vida; e Morri para Viver, de Andressa Urach, que traz o relato de quem passou pela prostituição.

Segundo o coordenador da EVG Night, Bispo Alessandro Paschoall, o grupo conta com a parceria do Raabe, outro programa social da Universal. O auxílio é prestado por meio de conselheiros, advogados e assistentes sociais que amparam mulheres que sofrem com traumas provocados por violência ou abusos físicos e psicológicos. “Também fazemos o acompanhamento das garotas de programa e travestis pelo celular, por meio do envio mensagens de apoio”, declarou o Bispo.

No Amazonas
Todas as sextas-feiras à noite, os voluntários do grupo EVG Night de Manaus, capital do Amazonas, se reúnem para levar apoio social e espiritual às garotas e aos garotos de programa da região. Em cada encontro, os evangelistas transmitem mensagens de fé e esperança, mostram a eles que há uma saída para essa condição e que suas vidas podem ser totalmente transformadas.

Uma ação realizada recentemente no centro da cidade reuniu 10 voluntários e impactou mais de 40 pessoas que estavam na região.

Segundo o Pastor Glauber Moré, responsável pelo grupo no Estado, a maioria está nas ruas por problemas sociais. “Muitos não têm um emprego e há mulheres que se tornaram mães muito jovens e não conseguem dar o sustento aos filhos.”

No entanto, por meio da ajuda constante da Universal, essas pessoas estão encontrando uma saída para seus problemas. A voluntária Amanda Lima, de 25 anos, conta sua experiência de poder ajudar e levar amor ao próximo: “esse trabalho é maravilhoso, pois podemos conhecer a história de vida delas. Na maioria das vezes, quando nos aproximamos para falar de Jesus, percebemos que elas têm sede de apenas uma palavra. O que me deixa muito feliz é quando aceitam o convite para estar conosco. Nada é mais gratificante do que poder ver o sorriso no rosto dessas pessoas e a alegria que sentem com a nossa presença”.

* Com informações da UNICom

ler mais
Notícias relacionadas
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Voluntários resgatam vítimas da exploração sexual

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games