Qual é a força das mães?


Por Kelly Lopes / Fotos: Cedidas

Uma das piores dores de uma mãe é ver o filho no mau caminho. Flávia Luciana Carvalho conheceu bem essa dor quando seu filho Jonathan William, de 22 anos (ambos na foto abaixo), entrou na adolescência. Ele foi uma criança carinhosa e obediente, mas nessa fase tornou-se rebelde.

Não dava ouvidos à mãe, que sempre era chamada na escola para responder pelo mau comportamento dele. Nesse mesmo período Jonathan abandonou os estudos. “Meu filho ficava três dias sem aparecer em casa, não dava notícias e, quando aparecia, estava nervoso e brigava. Eu não o reconhecia, até parecia outra pessoa.”

Em uma madrugada, ela o encontrou no quarto tendo delírios. Então, descobriu que ele usava drogas. Flávia já frequentava a Universal em Jundiaí, no interior de São Paulo, onde conheceu o projeto Mães em Oração. Lá, recebia orientações de como usar a fé em favor do filho. Por várias vezes, ela o viu chegar em casa bêbado ou sob efeito das drogas, porém, o recebia com carinho. “Eu cuidava dele, dava banho, conversava e não brigava, pois aprendi no Mães em Oração que a briga o afastaria ainda mais de mim. Aprendi no grupo a mostrar o meu amor por ele, mesmo que ele não fizesse o mesmo comigo.”

O fundo do poço
Quando Jonathan tinha 18 anos, ela recebeu uma ligação informando que seu filho havia sido preso por tráfico de drogas. “Foi muito doloroso vê-lo naquele estado, mas ali ele estava quebrantado, falei de Deus para ele e o orientei a acompanhar o trabalho da Universal realizado no presídio. Intensifiquei as orações, queria levá-lo para casa, mas tive certeza de que aquele era o agir de Deus na vida dele.”

Na prisão Jonathan conheceu o trabalho da Universal. Em menos de dois meses, recebeu a liberdade, mesmo tendo cometido uma infração grave. Ao deixar o presídio, ele passou a frequentar a Universal e voltou a se relacionar bem com os pais. Ele reconhece a importância da mãe em sua mudança de vida: “ela nunca desistiu de mim e foi graças ao convite e da luta dela que cheguei até Jesus. A paciência e o cuidado dela comigo quando eu estava nos vícios sempre me surpreendiam”.

Hoje a família tem um ótimo relacionamento. “Somos unidos, conversamos sobre tudo”, diz Jonathan, que hoje se dedica à Obra de Deus como pastor.

O projeto
O Mães em Oração foi criado em 2011 para dar assistência a mães que sofrem com situações adversas na vida dos filhos. Nos encontros semanais, elas oram em favor da vida deles, recebem atendimento, assistem a palestras e compartilham experiências.

A responsável pelo projeto no País, Eliana de Oliveira, revela que o grande segredo está em saber usar a fé inteligente. “Uma mãe tem facilidade de se deixar levar pelos sentimentos e isso a impede de alcançar o resultado desejado. Quando ela descobre a força que há na melhor arma, que é a fé, ela toma posse das valiosas promessas de Deus.”

ler mais
Notícias relacionadas
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Qual é a força das mães?

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Coordenadora de Conteúdo:

Repórteres:



E-mail para Contato:

Telefone:

Endereço

Cep:

Free WordPress Themes, Free Android Games