Momento de orientação espiritual e amizade

Voluntárias do Universal Socioeducativo de Salvador se reúnem para aprender como ajudar jovens privadas de liberdade. Veja como foi


Por Rafaella Rizzo / Fotos: Cedidas

Fazer parte de um trabalho tão espiritual como o realizado pelo projeto Universal Socioeducativo exige que seus colaboradores estejam fortalecidos e preparados espiritualmente. Afinal, enfrentarão uma verdadeira batalha pelas almas sofridas desses locais.

Com esse objetivo, foi realizado no fim de setembro um encontro com as voluntárias do projeto de Salvador, capital da Bahia. Em um parque da cidade, 100 mulheres se reuniram para ouvir as orientações dadas por Jaqueline Duarte, responsável pelo trabalho feminino do Socioeducativo no estado.

“Ressaltamos a importância do bom testemunho que todas nós devemos dar, falamos como tratar as internas e seus familiares, o proceder do prudente – que toma cuidado com o que fala e com o que ouve. Esse tipo de encontro é de suma importância, pois elas recebem a direção de Deus para se dar mais para o próximo, cuidam de si mesmas e fazem novas amizades”, contou Jaqueline.

Após a palavra elas desfrutaram de um gostoso piquenique.

Uma das mulheres presentes foi a professora de informática Aracele Silva Barbosa (foto abaixo), de 40 anos. Voluntária no grupo há um ano, ela ajuda as jovens privadas de liberdade com propriedade, pois viveu as dores do abandono, da violência e do crime.

“Nasci em um lar destruído, meus pais eram separados e minha mãe trabalhava o dia todo para sustentar a mim e aos meus irmãos. Ela também era nervosa e nos batia até tirar sangue. Também sofri abuso sexual dos 6 aos 10 anos”, lembra.

A miséria fez com que ela visse no crime uma forma de sobreviver: aos 7 anos – conta – começou a roubar mercados, casa de vizinhos e cresceu nas ruas. “Na adolescência comecei a namorar traficantes, aos 14 anos entrei para uma gangue e continuei vivendo no meio das drogas e do crime”, fala.

Aracele viveu dessa forma até os 28 anos, quando conheceu a Universal por meio da mãe, que já orava e fazia correntes pela filha. “Me afastei das más amizades, me libertei dos vícios, do crime, tive meu encontro com Deus e me casei. Hoje eu mostro para essas jovens que existe um Deus que pode todas as coisas, inclusive mudar suas vidas”, comemora.

Conheça mais sobre o projeto Universal Socioeducativo curtindo a página oficial do grupo no Facebook.

 

ler mais
Notícias relacionadas
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Momento de orientação espiritual e amizade

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games