Universal completa 21 anos de evangelismo no Gabão

Conheça mais sobre a Igreja no país africano


Por Rafaella Rizzo / Fotos: Cedidas

A República Gabonesa, ou Gabão, é um pequeno país africano que deixou de ser colônia francesa em 1960, depois de conquistar sua independência. Desde então, está em constante ascensão e já se tornou o território com maior Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) da África Subsaariana – parte do continente situada ao sul do Deserto do Saara.
Apesar disso, infelizmente, esse avanço não é para toda a população. De acordo com o Bispo Fabiano da Conceição Telis, responsável pela Universal no país, a riqueza está concentrada na mão de poucas pessoas. Com isso, boa parte da população está na miséria, o que estimula a busca pelo crescimento financeiro por meio das práticas espirituais.

Desenvolvimento

O trabalho evangelístico existe no país há 21 anos, com reuniões realizadas em francês, a língua oficial do Gabão. O Bispo Fabiano conta que os primeiros pastores tiveram de lidar com rígidas restrições em relação à entrada e saída de estrangeiros. “Com muita luta e sacrifício fomos ganhando a confiança das autoridades e mostrando que o nosso interesse é fazer a Obra de Deus. Conquistamos nosso espaço, a Igreja tem se desenvolvido e é vista de maneira positiva.”

Atualmente, o território conta com três núcleos de oração e 15 igrejas, dentre elas a Sede nacional, situada na capital, Libreville. A inauguração foi em 9 de março de 2014 e se tornou o momento mais marcante da história da Universal no país.

“No início, as pessoas não acreditavam que pudéssemos construir uma Obra dessa dimensão sem a ajuda do governo, mas mostramos que não medimos esforços para dar aos sofridos um lugar que os ensine a encontrar a solução para os seu problemas e para alcançar a Salvação da alma”, diz o Bispo.

Ele acrescenta que, mesmo sendo um país bem diferente do Brasil, as barreiras culturais não foram capazes de impedir que o povo se identificasse com o trabalho. “O povo recebe muito bem a mensagem da fé inteligente, pois usa a cabeça, é menos emotivo. Mas a dança é algo marcante nas reuniões, a população gosta de expressar alegria por meio da música e da dança.”

Dentre os projetos que a Universal mantém no país estão o Grupo ABC, que realiza trabalho social com doações de diversos tipos; Grupo Calebe, para a terceira idade; o Centro de Alfabetização Universal, que promove diversos cursos como francês, inglês e informática; Godllywood; e Força Jovem Universal (FJU).

Foi a FJU que ajudou Essouki Golden Steph. “Eu era cheio de problemas sentimentais, familiares, estava desempregado e, para ter momentos de alegria e esconder a tristeza, mergulhava nas festas em boates, drogas e prostituição.”

Quando ouviu falar de Jesus, ele viu uma nova perspectiva de vida e, em 2013, começou a fazer parte da FJU. “No início não foi fácil, mas, me envolvendo com as atividades realizadas pelo grupo, fazendo as correntes e conhecendo a vontade de Deus, consegui mudar de vida”, afirma.

ler mais
Notícias relacionadas
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Universal completa 21 anos de evangelismo no Gabão

[recaptcha]

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

[recaptcha]

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games