A verdadeira alegria


Por Bispo Edir Macedo (*) / Foto: iStock

A alegria, como fruto do Espírito Santo, é absolutamente diferente da alegria provocada pelo mundo em si, porque esta, como fruto da imaginação humana, através de piadas, embriaguez ou coisa semelhante, tem sua duração limitada, tal qual uma nuvem passageira e que, após a sua passagem, muitas vezes deixa um rastro de tristeza e dor insuportável. Quanto à alegria proveniente do Espírito de Deus é algo que brota dentro do infinito dos nossos corações e perdura por toda a eternidade. Ninguém pode roubá-la de nós, muito menos problemas que venhamos a enfrentar, pois, como uma fonte d’água que se torna ainda mais abundante com as tempestades, assim também é a alegria oriunda de Deus, pelo Seu Espírito.

Mas como é a alegria do Espírito Santo? Bem, quando se fala em alegria, a nossa mente nos leva logo a pensar nas muitas risadas e gargalhadas nascidas dos fatos alegres da vida. Entretanto, a alegria como fruto de Deus em nós significa um estado permanente de graça diante do Senhor, uma satisfação constante pela certeza de que todas as coisas referentes a nós estão absolutamente nas mãos de Deus, e, por isso, há aquela segurança. Como exemplo, podemos citar os anjos diante do trono do Altíssimo, que vivem em um constante estado de satisfação, sem que haja qualquer variação de sentimento.

É claro que as condições entre os seres humanos e os anjos são bastante diferentes, e por isso mesmo é praticamente impossível manter um padrão constante de alegria tal qual os anjos. Isto não significa que o nosso íntimo venha a se alterar ou se esvaziar daquele prazer real de satisfação, uma vez que isto se revela dentro de nós permanentemente pela presença do Espírito Santo. E aí está o grande valor da nossa fé que, mesmo sem ver a Deus, cremos nEle de todo o nosso coração.

Além disso, a alegria daqueles que estão ligados a Deus pela fé no Seu Filho Jesus Cristo é a resposta da salvação, tal como disse o Senhor Jesus quando os discípulos voltaram alegres por terem expulsado muitos demônios, e o Senhor acrescentou: “Não obstante, alegrai-vos, não porque os espíritos se vos submetem, e sim porque o vosso nome está arrolado nos céus” (Lucas 10.20). Esta alegria é imensurável e inexplicável, porém, somente aqueles que tiveram a experiência do novo nascimento podem entender o que ela significa.

Participe do Jejum de Daniel, para que o Espírito Santo venha repousar sobre a sua vida e fazer de você a Sua morada.

De 6 de agosto a 26 de agosto.

(*) Texto retirado do livro “O Espírito Santo”, do bispo Edir Macedo.

ler mais
Notícias relacionadas
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

A verdadeira alegria

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games