As obras sem a verdadeira fé são mortas

Entenda a importância de mostrar o Senhor Jesus por meio de seu caráter e saiba por que isso influencia mais do que apenas as ações voluntárias


Por Ana Carolina Cury / Foto: Fotolia

Quando uma pessoa conhece a verdadeira fé, aquela que ensina o caminho para a Salvação por meio do Senhor Jesus, a vontade de falar do amor de Deus para os outros toma conta do seu interior. Naturalmente, para fazer isso, ela busca meios, como entrar em grupos da igreja, como o de Evangelização, por exemplo. Em seguida, passa a ter como objetivo levar a Verdade àqueles que têm sede de mudança.

Outras pessoas auxiliam na Obra de Deus como obreiras, levitas, pastores e bispos. Buscam assim ajudar para salvar os que vivem nas trevas e trazê-los para a luz do Altíssimo. A Palavra de Deus, inclusive, reconhece que quem tem o Espírito Santo anseia em ajudar o próximo: “Assim também a fé, se não tiver as obras, é morta em si mesma.” (Tiago 2:17).

Dessa forma, é preciso lembrar que todas essas obras sem a fé inteligente não significam nada. Por exemplo, se um evangelista é ativo no grupo, auxilia e está sempre presente, mas, quando chega em casa, maltrata a esposa e os filhos, que validade tem o trabalho voluntário que ele exerce?

Às vezes, a pessoa demonstra ser muito espiritual dentro da Igreja, mas no trabalho tem atitudes semelhantes às de quem não conhece a Deus. Mente, frequenta ambientes que não lhe convém, fala palavrões, entre outras ações que desagradam a Deus.

Você já conheceu alguma pessoa que frequentava a Igreja diariamente e, em vez de levar o amor para os familiares, só levava condenação? Que não aceitava que eles ainda não conheciam a Verdade e, com a Bíblia embaixo do braço, os acusavam de endemoniados e perturbados e assim eles ficaram cada vez mais distantes de Jesus?

Então, não adianta se preocupar em ter muitas atividades dentro da Igreja se o seu comportamento não condiz com o que o Senhor espera de você. A verdadeira evangelização não vem apenas das obras, mas pelo seu caráter. Pense bem: Deus se importa mais com o que você faz ou com quem você realmente é?

Verdadeira evangelização
Basta usar um pouco da inteligência que Ele nos deu para saber que mais importante do que falar de Jesus toda hora é mostrá-Lo por meio das atitudes que diferenciam você dos demais. Tenha certeza que é isso o que Deus realmente quer que você faça.

Então, se antes você reagia de forma explosiva às situações, agora você precisa reagir com calma, sem agressividade, mesmo que a situação não lhe pareça favorável. Se você costumava chorar por qualquer motivo, agora precisa ser forte e sábio.

Dessa forma, a insônia causada pela ansiedade é substituída pela paz de espírito; os palavrões por pensamentos de fé; as mentiras pela verdade; as fofocas pelo amor ao próximo, dentre tantas outras situações ruins pelas positivas.

Agindo assim, Deus, com certeza, se agradará e você ganhará muitas almas para Ele. “Cada um de nós precisa, diariamente, fazer uma reflexão sobre as nossas atitudes – no que diz respeito ao nosso relacionamento com as pessoas que nos cercam, em casa, no trabalho, na escola, na igreja, enfim, nos lugares que frequentamos, independentemente de nossa posição social ou nossa posição dentro da igreja – para vermos se estamos exercendo o verdadeiro cristianismo, pois é muito comum observarmos isso no início da conversão, mas a prática do cristianismo jamais se afasta daqueles que nasceram de Deus”, observa o Bispo Edir Macedo em seu blog.

Como saber, então, se uma pessoa nasceu de Deus? O Bispo explica: “a humildade, por exemplo, é a base do caráter de Deus e daqueles que nasceram dEle. Já o orgulho é a base do caráter do diabo e daqueles que nasceram da carne. Atenção! Não importa se está se falando de membro, obreiro, pastor, esposa de pastor, bispo ou esposa de bispo, se você não tem em seu espírito a humildade, muito especialmente no tratamento com pessoas que lhe cercam, cuidado! Veja o que dizem as Escrituras: ‘Antes da ruína, gaba-se o coração do homem, e diante da honra vai a humildade’”. (Provérbios 18.12).

Por isso, quem tem o verdadeiro caráter de Deus e o Espírito Santo age como Jesus e não se importa em ter reconhecimento por isso. “Quando o Espírito de Deus habita em alguém há, de forma natural, o caráter que excede aos demais que não O têm. É o caráter de Deus. O caráter Divino se resume assim: 1 – íntegro e reto – no relacionamento com o semelhante; 2 – temente a Deus – no relacionamento com Deus; e 3 – Desvia-se do mal – no relacionamento de si com o mundo. Quem viver dentro desses parâmetros, sobreviverá neste mundo e alcançará a vida eterna”, completa o Bispo.

Jejum de Daniel
Só é possível ter atitudes fundamentadas na integridade, fidelidade, justiça e retidão quando se tem o Espírito Santo.

Por isso, se você percebe que precisa melhorar como cristão, aproveite esse Jejum de Daniel, que se encerra no dia 26 de agosto, para buscar mais a Deus. Esse propósito é baseado no capítulo 10 do livro de Daniel, da Bíblia, que conta que o profeta decidiu jejuar por 21 dias para buscar favor, sabedoria e entendimento da parte de Deus.

Que tal você se afastar de informações seculares e buscar “alimentar” sua mente com informações relacionadas a Deus, como ler um livro, ir mais vezes às reuniões e assistir a filmes e séries edificantes no Univer?

É claro que ações voluntárias são importantes, mas entenda que elas complementam a fé no Altíssimo e devem ser consequência do batismo com o Espírito Santo. Só Ele é capaz de fazê-lo ajudar a salvar todos aqueles que buscam conhecer a Deus.

ler mais
Notícias relacionadas
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

As obras sem a verdadeira fé são mortas

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games