Dar a última palavra ou alcançar o objetivo?



Por Por Andre Batista/ Foto: Fotolia

Você nem sempre vai conseguir o que quer utilizando a força. E, a essa altura da vida, já deve ter percebido que, na maioria das vezes, o melhor a fazer é substituir o caráter bruto pela personalidade diplomática. Isso não significa abrir mão de seus objetivos e muito menos demonstrar fraqueza.

Infelizmente, muitos homens acreditam que sempre devem dar a palavra final em qualquer situação. Dessa forma, aparentam ser fortes.

Seja em casa, seja no trabalho ou no trânsito, grande parte dos homens busca se impor falando mais alto ou agindo de maneira estúpida, o que não gera nenhum resultado positivo. Ao contrário: quando uma pessoa deixa de raciocinar e dá vazão a suas emoções com gritos ou xingamentos, está demonstrando fraqueza e até falta de confiança no que acredita.

A reação do outro será inevitavelmente a de desrespeito: ou vai ignorar você ou revidar usando os mesmos termos. Mesmo que seja alguém obrigado a lhe obedecer, como um funcionário, ele vai xingá-lo, provavelmente pelas suas costas, e isso contribuirá para que você perca o respeito de toda a equipe.

Já a atitude oposta à agressiva, aquela que demonstra paciência, gentileza e possibilidade de negociação, quase sempre leva o homem a alcançar seu objetivo. E isso não ocorre à toa.

Feitos para dominar

Em qualquer relacionamento existirão posições divergentes. Certamente em algum ponto você discordará da opinião de seu chefe ou de seus sócios, de seus amigos ou de seus familiares. Isso é inevitável. O que se pode evitar é querer impor sua vontade a qualquer custo.

O homem foi criado para dominar sobre a Terra, mas não as outras pessoas. Todo ser humano quer e precisa ser livre. Dessa maneira, qualquer relação abusiva – em que a vontade de um sempre prevalece sobre a do outro – terá como consequência a rebeldia do oprimido.

Você já reparou que quanto mais autoritário um pai é menos seu filho lhe obedece? Já aquele pai que escuta seu filho e dialoga com ele geralmente consegue o que quer e é respeitado.

O escritor Renato Cardoso, criador do Projeto IntelliMen, ressalta que foi dado ao homem o direito de dominar sobre tudo, mas não sobre todos. Ele esclarece que “há momentos em que o uso da força e da autoridade, para quem as têm, é a única opção. Mas, antes disso, há a diplomacia, o pedido com um sorriso, a paciência, o domínio próprio, o espírito de servir a outra pessoa antes de ser servido, a gentileza e muitas outras armas de influência. O mestre disso foi o próprio Senhor Jesus, que até hoje conquista milhões de pessoas, levando-as a se entregarem por Ele, sem nunca ter derramado uma gota de sangue de ninguém, apenas o dEle próprio”.

Intellimen

Hoje em dia o respeito é fundamental para que haja um bom relacionamento interpessoal. Se você é homem e deseja mudar suas atitudes, a hora é agora. Participe do projeto Intellimen e aprenda como ser um homem melhor. Para mais informações sobre o grupo, clique aqui.

ler mais
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Dar a última palavra ou alcançar o objetivo?

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach e Eliana Caetano

Editora de Conteúdo Web:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Maria do Rosário, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone: (11) 3321-5244

Endereço Rua dos Missionários, 139, Santo Amaro - São Paulo (SP)

Cep: 04729-000

Free WordPress Themes, Free Android Games