Como um tempo de separação pode ser bom para a relação



Por Por Camila Dantas/ Foto: Fotolia

No A Escola do Amor Responde desta semana, a aluna Meire pede ajuda em relação ao seu casamento. Ela ficou um ano separada de seu esposo e nesse tempo ele a traiu. Eles reataram o relacionamento, mas ela não consegue perdoá-lo, já que sempre lembra dessa situação e isso causa brigas e o pensamento de uma nova separação. Acompanhe as orientações dadas pelos professores Renato e Cristiane Cardoso à aluna.

Meire – Quando casei já estava grávida e depois de seis anos me separei por causa de muitas mentiras e humilhações. Ficamos um ano separados. Nesse período, ele se envolveu com uma mulher que desde quando éramos casados já queria ter algo com ele. Depois de um ano voltamos, mas não consigo esquecer as atitudes dele no passado. Na verdade, a história é mais longa, mais complicada e não posso explicar aqui. Eu não sei o que fazer, vamos acabar nos separando de novo e estamos há duas semanas sem nos falar. Por favor, me ajudem. O que eu faço?

Cristiane – Meire, você precisa olhar adiante. Até tomou uma atitude de andar para a frente quando você e seu marido voltaram a morar juntos para tentar reconstruir o casamento. Mas você continua olhando para trás, para o que aconteceu nesse período de separação. Então, vocês só voltaram fisicamente, mas mentalmente você ainda está lá atrás, pensando no que aconteceu, nos erros que vocês cometeram, no que ele fez, as traições e tudo mais. Não dá para o casamento ser reconstruído dessa forma nem tentar fazer com que a relação funcione em meio a mágoas e lembranças ruins do passado.

Renato – Não gostamos nem defendemos a separação. Mas, às vezes, ela é necessária. O problema é que muitas pessoas não sabem como passar por essa situação e aproveitar a oportunidade que elas têm. Quando alguém se separa, seja qual for a razão, tem a oportunidade de focar em si mesma, de trabalhar e avaliar melhor os pontos que contribuíram para o rompimento da relação.

Cristiane – Existem pessoas que falam que precisam de um tempo e aparentemente querem focar em si mesmas, mas, na verdade, não estão com essa ideia. Elas querem apenas ficar um tempo longe do problema e acham que vão resolver a situação dessa forma. Não é disso que estamos falando.

A separação não é um tempo para respirar, mas um período para lidar com o problema. Muitas pessoas pensam que precisam respirar e “aproveitar a vida”, já que estão longe do parceiro, e usam a oportunidade de estar separadas para trair. Foi isso que aconteceu com o seu marido. Vocês tinham um problema – vamos dizer que não tinham diálogo ou que havia algum tipo de comportamento inadequado –, se separaram, mas não corrigiram o que estava errado em cada um de vocês.

Renato – Vocês não sabem ficar casados e não sabem se separar. Quando há uma separação é preciso que exista o objetivo de trabalhar pela relação, colocar condições, dizer ao outro que não está dando um passe livre para que ele se envolva com outras pessoas e ajustar qual é o motivo da separação para que se acertem nesse tempo e voltem a conversar.

Quando duas pessoas querem a mesma coisa, têm o mesmo objetivo, então há uma oportunidade para uma negociação. É como em qualquer negócio, se eu quero um celular e o vendedor tem esse aparelho e quer meu dinheiro, criamos uma oportunidade de negociação.

Ele vai me dar o preço, eu vejo se posso pagar. Se eu não puder, vou tentar negociar até chegarmos a um acordo para então fazermos a troca (o meu dinheiro e a venda dele). No relacionamento não é diferente. Se os dois desejam se separar para depois voltar, é preciso haver um acordo, é preciso saber o que cada um deve mudar. Então, a oportunidade de um colocar condições para outro para que retomem o casamento é grande. Quando ambos estiverem longe e quiserem voltar saberão quais são as condições.

Então, se decidir pela separação, aproveite a oportunidade, não volte simplesmente por causa da saudade, por causa dos seus filhos que precisam de um pai ou porque querem tentar de novo. Saiba aproveitar as oportunidades da separação para pensar o que precisa ser feito.

Cristiane – Você só deveria ter voltado se tivesse perdoado seu marido, porque voltar para ele ficar ouvindo você reclamar do que ele fez durante esse um ano que estiveram separados desgasta ainda mais esse amor que um tem pelo outro. Por isso, os dois precisam chegar a um acordo. O casamento é uma parceria, os dois erraram e ambos têm uma parcela de culpa na separação.

Renato – Já que vocês estão há duas semanas sem se falar, faça o que você deveria ter feito durante a separação, sem que seja preciso se separar de novo. Busque ajuda primeiro para você, trate essa questão da mágoa, de comunicação entre vocês, dos problemas que você tem causado e que contribuem para o estresse da relação.

Use esse período que está vivendo agora para tratar de suas questões pessoais, em vez de ficar cobrando seu marido e “apontando o dedo” para ele. Lembre que não faz sentido cobrarmos que outra pessoa mude se nós mesmos estivermos em dívida. Primeiro, trate de eliminar a sua dívida para ter moral para cobrar o seu marido. Temos ajudado muitos casais a fazerem isso com as palestras da Terapia do Amor. Participe também.

A Escola do Amor Responde

Diariamente, Renato e Cristiane Cardoso esclarecem dúvidas sobre a vida amorosa. Se você deseja ouvir os podcasts com os programas apresentados por eles, acesse aqui.

ler mais
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Como um tempo de separação pode ser bom para a relação

[recaptcha]

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

[recaptcha]

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games