O namoro é o momento de se divertir a dois?



Por Por Flavia Francellino / Foto: Fotolia

“Você desliga primeiro”, “durma com os anjos” e o clássico “eu te amo mais” costumam ser frases corriqueiras e típicas do início do namoro, que podem ou não vir acompanhadas de flores ou caixas de bombons. Mas o que realmente importa no relacionamento não são as palavras e os doces presentes, mas o motivo do casal estar junto, que deve ser – ou pelo menos deveria – escrever uma história em comum.

Uma visão errada

Antes a fase do namoro era o período em que a mulher idealizava vivenciar todo romance avassalador que acompanhava nas novelas e filmes, ao lado de seu príncipe encantado. Atualmente o desejo é ter um “relacionamento fofo”, como aqueles divulgados nas redes sociais, com direito a fotos do casal de mãos dadas, com o desenho de mil corações e o comentário de como aquele pôr do sol do último sábado visto ao lado dele estava incrível.

Por causa dessa visão errada, de que o namoro deve ser um conto de fadas ou apenas o momento de curtir a vida ao lado do parceiro, é que muitas têm dificuldade em entender o que é um relacionamento e para que serve o namoro.

O que é

O assunto é abordado no livro Namoro Blindado, dos escritores Renato e Cristiane Cardoso. Nele, Renato aborda que “namorar, ficar, sair juntos se tornou mais um divertimento, uma distração, do que propriamente um processo de conhecer a outra pessoa com o objetivo de determinar se ela é adequada para um futuro casamento ou não”.

Cristiane reitera que o namoro é uma fase de descobertas. Para que isso aconteça, o casal não pode agir como se fossem dois estranhos. Um deve conhecer o outro e diálogo é algo que não pode faltar. Deve-se checar as compatibilidades, os sonhos e as ambições de cada um para saber se o relacionamento tem chance de dar certo.

Será que estou pronta?

Em boa parte dos casos sobram expectativas com relação ao futuro promissor ou quanto ao início do relacionamento, mas falta preparo.

A mulher precisa saber se está preparada para um relacionamento e entender que não deve pular a fase do namoro. “As pessoas pulam etapas porque acham que não precisam se preparar para um relacionamento, que é só olhar, gostar, namorar e pronto. E deixam passar detalhes que farão diferença lá na frente”, orientou Cintia Cucato, palestrante e apresentadora do programa A Escola do Amor, da Record TV, durante palestra que aconteceu no Templo de Salomão, em São Paulo.

Cintia fez alguns questionamentos às solteiras sobre algo que tem passado despercebido a muitas delas. Perguntas que muitas deveriam se fazer, seguidas de uma avaliação que ateste se estão bem resolvidas interiormente, antes de pensar em encontrar um parceiro ideal. “Se você quer a construção perfeita de um relacionamento, esse momento é importante. Vale se questionar: estou preparada para namorar? Ainda carrego traumas de infância? Quais erros cometi e não quero cometer novamente?”, sugere.

“Antes de tudo, é preciso ser uma mulher segura e se valorizar. Olhe para dentro de si, para suas atitudes e se transforme em uma mulher forte”, finaliza.

ler mais
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

O namoro é o momento de se divertir a dois?

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach e Eliana Caetano

Editora de Conteúdo Web:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Maria do Rosário, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone: (11) 3321-5244

Endereço Rua dos Missionários, 139, Santo Amaro - São Paulo (SP)

Cep: 04729-000

Free WordPress Themes, Free Android Games