Por que a dúvida é a principal inimiga da fé?

Não permita que a insegurança distancie você dos seus verdadeiros objetivos



Por Por Ana Carolina Cury / Fotos: Fotolia e Marcelo Alves

Você sabia que a dúvida atrapalha a comunhão de uma pessoa com Deus? Enquanto o Espírito Santo trabalha com a certeza, o diabo trabalha com a insegurança. Duvidar é sinônimo de desconfiar.

E foi exatamente isso o que o discípulo Pedro sentiu quando o Senhor Jesus mandou que ele andasse sobre as águas. Nas Sagradas Escrituras, no Livro de Mateus, consta que os discípulos estavam em um barco quando, subitamente, foram açoitados pelas ondas. Jesus, vendo o problema que estava por vir, começou a andar sobre as águas para socorrê-los.

“Quando o viram andando sobre o mar, ficaram aterrorizados e disseram: ‘É um fantasma!’ E gritaram de medo. Mas Jesus imediatamente lhes disse: ‘Coragem! Sou eu. Não tenham medo!’ ‘Senhor’, disse Pedro, ‘se és tu, manda-me ir ao teu encontro por sobre as águas’. ‘Venha’, respondeu Ele. Então, Pedro saiu do barco, andou sobre as águas e foi na direção de Jesus. Mas, quando reparou no vento, ficou com medo e, começando a afundar, gritou: ‘Senhor, salva-me!’ Imediatamente Jesus estendeu a mão e o segurou. E disse: ‘Homem de pequena fé, por que você duvidou?’ Quando entraram no barco, o vento cessou.” (Mateus 14.26-32).

E é exatamente isso o que acontece quando se duvida do cumprimento da vontade de Deus em nossas vidas. Pedro afundou no momento em que deixou de crer em Jesus Cristo.

Tudo acontece na hora certa

Mário Andres Rodriguez Lacruz, de 36 anos (foto a dir.), empresário, conta que estava desistindo de ser empresário quando conheceu a Universal. “Eu queria voltar a ser funcionário. Estava revoltado com Deus, porque não entendia o que estava acontecendo. Eu estava perdendo minhas empresas”, lembra.

“Eu criticava a Igreja. Queria saber se Deus existia mesmo e fiz um propósito com Ele. Deixava até de almoçar para o sacrifício ser perfeito. Queria voltar a ser um empresário bem-sucedido e conhecer a Deus”, relembra.

Ele achou que, depois do propósito, tudo se transformaria imediatamente. “No dia seguinte, eu não tinha nem dinheiro para comer. Estava totalmente na dependência de Deus. Não foi na hora que a mudança veio, mas ela aconteceu”, diz.

A confiança que ele teve fez toda a diferença. “Eu não deixei a dúvida me dominar. Aos poucos, Deus foi mudando minha vida financeira, emocional e profissional. Meses depois, consegui comprar a parte do meu sócio na empresa e comprei meu carro zero. Hoje estou com duas empresas de rastreamento de veículos e, acima de tudo, conheço Deus verdadeiramente”, completa o empresário.

Vontade de Deus Já com Leandro de Oliveira Bernal, de 49 anos (foto a esq.), também empresário, a resposta a seus últimos pedidos veio praticamente de forma imediata.

“Tenho quatro empresas e uma delas estava literalmente parada, sem faturamento há meses. Um dos meus pedidos foi perguntar a Deus o que Ele gostaria que eu fizesse com a empresa, que estava com apenas R$ 90,87 de saldo, parada. Eu entreguei meu sacrifício. Em menos de 24 horas, o meu telefone começou a tocar sem parar. Clientes que eu não falava há anos estavam me ligando, solicitando orçamento, me consultando. Falava com um, daqui a pouco ligava o outro. Foi assim durante quase dois dias. A consequência foi que eu tive cerca de R$ 1,5 milhão em orçamentos solicitados”, diz.

Para ele, um dos maiores erros do cristão é não confiar que Ele é capaz de tudo. “A fé é aquilo que cremos e que não vemos. Evidentemente que o inimigo luta para criar situações para que você não cumpra aquilo que foi assumido com Deus e faz isso por meio do medo e da dúvida. Fé é Deus, medo é diabo. Nessa linha de raciocínio, entendo que ficar na dependência de Deus sempre é e será o melhor caminho. É o que faço”, acrescenta.

Vencer os sentimentos

Em seu blog, o Bispo Edir Macedo explica que é preciso tomar atitudes contrárias aos sentimentos enganosos do coração quando se quer resistir ao sentimento de dúvida. “Devo aprender a contrariar, literalmente, os sentimentos do coração, a fim de que a minha fé seja exercitada e colocada em ação. Se o coração me diz algo que produza dúvidas em relação a minha fé, então, devo resistir às dúvidas e agir pela fé. Se me acostumo a tomar atitudes contrárias às dúvidas, receios, temores ou quaisquer outros sentimentos provenientes do coração, contrários à Palavra de Deus, então eu estarei me acostumando a viver pela fé.”

Um dos melhores significados da palavra “fé” é: ausência de dúvida. Então, se você está passando por um momento de espera, de dificuldade e questionamentos estão surgindo em sua mente, não permita que a dúvida – que é a principal ferramenta do diabo – entre em cena e tire você do caminho certo.

A melhor forma de conseguir abolir a dúvida é confiando, buscando mais a presença de Deus e, para isso, é preciso orar, jejuar, ir frequentemente à Igreja e, sobretudo, crer que Ele é capaz de tudo e sabe o que é melhor para você.

Quando a sua vida está nas mãos dEle, tudo o que acontece tem um propósito para ocorrer. Não se esqueça disso.

ler mais
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Por que a dúvida é a principal inimiga da fé?

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games