Altar: lugar de bênção ou maldição

O novo livro do Bispo Edir Macedo, O Ouro e o Altar, traz um alerta aos que estão prestes a morrer espiritualmente



Por Por Michele Francisco / Fotos: Demetrio Koch e Divulgação

Os obreiros (as), pastores e suas esposas, evangelistas e missionários são de fundamental importância para o avivamento da Obra de Deus. Ao desempenharem o seu trabalho como servos, é importante que tenham suas vidas no Altar do Senhor para que consigam ajudar as pessoas.

No entanto, muitos perdem a visão espiritual e passam a desejar posições, títulos e a honra dos homens. O livro O Ouro e o Altar, de autoria do Bispo Edir Macedo, trata do assunto e faz um alerta aos que fazem a Obra de Deus indignamente, cristãos que se tornaram um empecilho para a Salvação das pessoas. “Esses que se perderam colocaram no ouro e na oferta o motivo de seu empenho à Obra. Ao elegerem o que é perecível como a razão da sua esperança, deixaram de promover a glória de Deus para si próprios.”

Existem muitas pessoas dentro da igreja que conhecem a Palavra de Deus, mas não a obedecem. E outras que, mesmo estando no Altar de Deus, agem com rebeldia, irreverência e desconsideram o Senhor. O Altar pode ser uma fonte de bênçãos para aqueles que são sinceros e fiéis. Contudo também poder ser o local de reprovação para os que não têm temor.

Um lugar perigoso

“Ao mesmo tempo que estar servindo a Deus no Seu Altar é um privilégio, também é um compromisso que exige bastante seriedade e discernimento. Contudo, para os fingidos, esse lugar santo se torna o lugar mais perigoso para se estar”, afirma o Bispo.

A lógica da vida é que para ensinarmos algo a alguém é necessário, primeiro, aprendermos e em seguida praticarmos. No livro, o Bispo explica que o mesmo deve ser aplicado em relação aos assuntos espirituais, pois uma pessoa que não emprega os Ensinamentos Sagrados à sua vida não tem condições de orientar outros a o fazerem.

Nesse tipo de situação não existe harmonia entre o que a pessoa diz e sua conduta, o que cria um abismo entre o ensino e a prática. O hipócrita mostra um caráter, mas suas atitudes revelam o oposto e agindo assim ele se torna pedra de tropeço para as pessoas. “Quando um servo se mantém fiel, a luz brilha por intermédio dele, mas, quando ele cai e dá mau testemunho, imediatamente passa a irradiar trevas. Assim, quanto mais elevada a sua posição na Obra, quanto mais tempo passa servindo a Deus e quanto mais pessoas influencia com os seus ensinamentos, mais ultrajes pode provocar ao Senhor, por causa das almas que se escandalizam com a sua queda”, comenta o autor, que indica a leitura do livro aos que dormem na fé e aos que estão prestes a morrer espiritualmente.

ler mais
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Altar: lugar de bênção ou maldição

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games