Gosto de mimar meu namorado, e daí?

Muitas mulheres dão presentes a todo momento, pagam as contas e paparicam o parceiro. Entenda por que a atitude pode ser perigosa para a mulher e para o relacionamento

Por Por Michele Francisco/ Foto: Fotolia

Desde o início do namoro, os seus pensamentos, planos e compromissos envolvem seu parceiro. Está estampado em seu rosto o quanto gosta dele, e você faz questão de demonstrar isso por meio de gestos de carinho, presentes e declarações de amor. Você acha lindo todo esse cuidado e paparico. Mas ele talvez não te admire tanto quanto você imagina.

Onde mora o perigo

O problema surge quando não existe um equilíbrio com esse cuidado e carinho; quando você, que é apenas namorada do rapaz, começa a fazer o papel de mãe, ou até de babá dele.

Esse tipo de comportamento é perigoso e pode revelar insegurança. A mulher se torna grudenta e controladora, sem noção do que é um namoro saudável para ela e para ele.

Não quer dizer que a partir de agora, depois de ler essa matéria, você deverá se tornar uma mulher seca e fria no relacionamento, mas é preciso cuidado para não mimar o rapaz.

O livro Namoro Blindado, dos escritores Renato e Cristiane Cardoso, traz dicas de como agir no relacionamento e construir uma base para um futuro feliz.

Um dos aprendizados é sobre não ser uma mulher “útil demais”, aquela que faz tudo pelo namorado. Segundo os autores, “ela faz tanto que ele não precisa fazer nada ou quase nada. É uma mãezona. Paga as contas dele, dá dinheiro, compra roupas para ele, empresta o cartão de crédito, briga com a companhia telefônica sobre a conta de celular dele, vai buscá-lo no trabalho do outro lado da cidade, lava as roupas dele de vez em quando, liga para o restaurante para reservar a mesa, compra os bilhetes do cinema, faz corrente por ele na igreja (enquanto ele vai jogar futebol com os amigos). E depois, quando ele reclama de alguma coisa, ela ainda se culpa por não ter feito o suficiente”.

Há ainda aquelas que, por ganharem mais que o namorado, pagam a conta do restaurante na maioria das vezes ou em todos os encontros. O livro explica que quando a mulher deixa de ter esse comportamento, passa a incentivar que o homem seja cavalheiro. Os autores dão a dica às namoradas: se o namorado vive sem dinheiro, então não comam sempre nos melhores restaurantes. Ele deve se acostumar a fazer economias e sacrifícios para apreciar sua companhia e as coisas que ele gosta.

Outra orientação do livro é sobre o cuidado que a mulher deve ter consigo mesma, além de não esquecer de dar atenção às amigas e à família e de não se fazer disponível para ele o tempo todo.

Segundo os autores, é saudável que o casal sinta saudades. Seja uma mulher equilibrada, com isso seu namorado não será mimado e, assim, seu relacionamento terá tudo para dar certo.

ler mais
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Gosto de mimar meu namorado, e daí?

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games