Lições de Nada a Perder

Em cartaz em todo o Brasil, o filme que conta a trajetória do Bispo Edir Macedo traz ensinamentos até para quem já faz parte da história da Universal

Por Por Rê Campbell/ Fotos: Demetrio Koch e Arquivo Pessoal

O filme Nada a Perder vai muito além da história de superação do Bispo Edir Macedo. Quem assistiu ao longa-metragem garante que a obra apresenta lições de fé, paciência, determinação e amor. As cenas trazem ensinamentos até para quem já faz parte da história da Universal há bastante tempo.

Maria Bias, de 71 anos (foto abaixo), começou a acompanhar as pregações do Bispo Macedo em 1977, no Coreto do Méier, no Rio de Janeiro. Prestes a completar 40 anos como obreira, ela conta que o filme foi uma oportunidade para relembrar acontecimentos que fizeram parte de sua trajetória de vida. “As cenas do coreto me trouxeram muitas lembranças boas. Eu passava por aquele lugar de ônibus quando levava minha filha para o hospital. Um dia ouvi as palavras que o Bispo dizia e elas me fizeram muito bem”, conta. “Foi ali que Deus curou a minha filha e eu comecei a minha caminhada na fé.”

Superação

Para Maria, o longa-metragem aponta o melhor caminho para vencer obstáculos do cotidiano. “A vida não é um mar de rosas, mas é possível superar as adversidades seguindo a Palavra de Deus e mantendo a fé”, afirma. “O filme mostra todas as dificuldades que o Bispo enfrentou. Ele foi humilhado, perseguido, mas manteve a calma durante todos os momentos e foi vencendo. Quando foi preso, ele poderia ter reagido, mas não o fez. Ele manteve a fé e tudo sucedeu conforme a vontade de Deus”, descreve, sobre uma das cenas mais comentadas da produção.

O início

Como a Universal saiu de um coreto no subúrbio carioca e conseguiu chegar a mais de 100 países? Nada a Perder também ajuda a responder a essa pergunta. O Bispo Sergio Corrêa (foto abaixo), responsável pelo trabalho dos obreiros em todo o Brasil, destaca que o filme traz um lado nunca divulgado da história do Bispo Macedo. “As pessoas vão tomar conhecimento exatamente da origem dessa multidão que a cada dia mais cresce no Brasil e no mundo”, diz ele, que chegou à Universal há 38 anos, foi curado de uma doença e, a partir disso, deixou de lado o sonho de ser jogador de futebol para levar a Palavra de Deus a outras pessoas.

Inspiração

O Bispo Sergio Corrêa também afirma que o longa servirá de inspiração para obreiros, pastores e bispos. “O filme Nada a Perder serve de motivação para cada obreiro e cada obreira que deseja fazer a Obra de Deus. Eles vão entender qual é a verdadeira intenção do Bispo Macedo. Nós já sabemos disso, mas muitos obreiros, especialmente os que estão começando, ainda não sabem, então é importante que eles vejam o filme e analisem qual é a essência.”

Persistência


Já o Bispo Rogério Formigoni (foto acima), responsável pelo trabalho da Cura dos Vícios em todo o País, diz que o enredo do filme se destaca pela determinação demonstrada pelo Bispo Macedo em diferentes fases da vida. “Eu só estou aqui hoje porque o Bispo Macedo não desistiu em momento nenhum. Ele persistiu e por isso eu tive a oportunidade não apenas de ser curado do vício, mas de alcançar a Eternidade”, detalha ele, que faz parte do trabalho evangelístico da Universal há mais de duas décadas.

O Bispo acrescenta que a produção revela a história de um brasileiro que venceu e superou as dificuldades por meio da verdade. “Quem vence nesse país com a verdade? Quem se supera no Brasil e conquista alguma coisa com a verdade? Somente aquele que está aliado com o Dono da verdade, para que Ele possa guardar, proteger, livrar e abençoar todos os seus projetos”, conclui.

Poder da fé

Para Graziela Silva Xavier, de 21 anos (foto abaixo), o que mais chamou atenção no filme foi o destaque dado ao poder da fé na realização de grandes mudanças de vida. “O filme nos ensina a depositar toda nossa confiança e fé em Deus. Se Deus coloca dentro de nós um sonho, nós precisamos confiar e lutar para realizá-lo e foi exatamente isso que o Bispo Macedo fez”, diz ela, que é obreira há três anos e frequenta a Universal há uma década. Ela ainda cita outra cena marcante: a prisão do Bispo Macedo. “Na cena que o Bispo está preso e os carcereiros o chamam para ver as pessoas do lado de fora da prisão, eu me lembrei de quando cheguei à Universal. Se o Bispo desistisse de seu propósito, talvez eu não tivesse conhecido a Deus”, exemplifica.

Renovação

Genura Calheiros dos Reis, de 57 anos (foto abaixo), conta que o filme Nada a Perder é uma oportunidade para quem busca renovar a própria fé. “Nossa fé precisa ser alimentada todos os dias por meio da Palavra de Deus, não podemos nos acomodar. Nós vivemos nesse mundo e precisamos de Deus para permanecer firmes. O filme mostra que não devemos desistir por causa das dificuldades ou das perseguições”, salienta ela, que é obreira há 27 anos.

Em 1992, ano em que o Bispo Macedo foi preso, ela frequentava a Catedral da Promotor, em São Paulo. “Na época, a prisão dele assustou muitas pessoas, muitas não entendiam o que estava acontecendo. Agora, entendemos que Deus já tinha um plano para ele. O Bispo precisou passar por tudo aquilo para mostrar a grandeza de Deus na vida dele”, finaliza.

ler mais
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Lições de Nada a Perder

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games