As atitudes do bom e velho namoro à moda antiga

Compare como essas ações mudaram e o que ainda é válido fazer

Por Por Eduardo Prestes/ Ilustração: Eder Santos

Se formos comparar o namoro nos dias de hoje com o de tempos atrás, com certeza, vamos ver que uma série de comportamentos se alteraram bastante em um período não tão longo. Nós listamos alguns aspectos que mudaram e damos sugestões do que ainda pode ser feito atualmente.

Aval familiar

Uma atitude que parece que se perdeu é do homem pedir permissão aos pais da moça para namorá-la. Alguns vão dizer que isso é antigo e que os pais dela não têm nada a ver com a escolha da filha, mas a questão não é essa. Ao pedir a garota em namoro subentende que o homem quer algo mais sério com ela. Por respeito, o mínimo que o homem de caráter pode fazer é conhecer os pais e se apresentar à família e ter o aval para manter esse relacionamento.

Flores

Hoje parece mais difícil o homem dar flores à mulher. Muitas delas até podem dizer que é cafona e antigo, mas a verdade é que elas ainda curtem esse tipo de atitude por parte do homem. Além de aguçar o relacionamento, é uma maneira dele valorizar a companheira. Cabe ao homem estabelecer momentos especiais ou fazer uma surpresa e presentear a esposa ou namorada com um belo buquê. Com certeza, ela vai gostar.

Abrir a porta do carro

Andar de carro com a esposa ou namorada é algo corriqueiro. Nos veículos modernos, abrir as portas se tornou muito mais fácil e cômodo, pois o controle as destrava automaticamente com o simples apertar de um botão. Mas note, quando eu falo “destrava as portas” não significa que o homem não possa aproveitar que a porta da carona está destravada e fazer a gentileza de abri-la pelo lado de fora para que a mulher possa entrar ou sair. Parece antigo, mas é até charmoso e educado.

Conta

Mas, se quando falamos em abrir a porta do carro você já estranhou, imagine quando o assunto é o pagamento da conta do restaurante. Para muitas mulheres, a atitude do homem pagar a despesa sozinho pode ser considerada totalmente machista e contrária aos novos tempos, mas há controvérsias. Nesse caso, o bom senso deve sempre prevalecer. Cabe ao homem avaliar em que momento é legal dividir ou assumir completamente a conta.

Contato

Outro aspecto que mudou com o passar do tempo tem relação direta com a internet. Ela deixou a troca de informações entre as pessoas muito mais rápida. Antes, um homem e uma mulher costumavam se falar por telefone ou até por carta, o que levava mais tempo para que se comunicassem. Talvez seja por isso que, antigamente, as pessoas davam mais valor umas às outras – afinal, não era sempre que se falavam. Um dos efeitos colaterais dessa tecnologia é que o homem monitora os passos da namorada ou esposa o tempo todo. Um homem seguro não precisa fazer uma marcação cerrada, a todo momento. Ele deixa a companheira respirar, sem confundir isso com desleixo, uma atitude saudável para o relacionamento, se for feita na medida certa, sem exageros.

Cultivo

Fica claro que as mudanças no modo de agir de um casal têm relação direta com a modernidade, com as tecnologias, com a internet, e que elas acompanham a época em que vivemos. Mas, ainda sim, é possível discordar e adotar ações que eram costumeiras anteriormente como uma forma de manter as relações mais duradouras e saudáveis. Cabe a você cultivá-las.

ler mais
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

As atitudes do bom e velho namoro à moda antiga

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games