Qual a sua relação com o dinheiro?

A Bíblia pode te ajudar a dar um novo rumo à sua financeira

Por Por Katherine Rivas/ Fotos: Fotolia e Divulgação

Com certeza você já ouviu a frase “dinheiro não traz felicidade”, mas pobreza traz? A relação do brasileiro com o dinheiro é complexa desde os tempos antigos. Muitos não veem o sucesso financeiro e a riqueza com bons olhos e não valorizam as qualidades das pessoas, justificando o sucesso delas com rótulos sociais.

Segundo define a jornalista e escritora Patrícia Lages (foto abaixo) em seu novo livro O Sucesso Não Cabe na Bolsa, existe uma tendência dos brasileiros de condenar o dinheiro e se apegar aos extremos. Surgem então clichês como “é melhor ter um filho com saúde na pobreza do que um filho doente num berço de ouro”. Convenhamos essa é uma postura extremista. Por acaso não é possível unir saúde e prosperidade? De onde surgiu a ideia de que dinheiro só traz dor de cabeça?

A falta de equilíbrio

Para a escritora, há um tabu ao se falar de dinheiro, mesmo que ele seja necessário para garantir a sobrevivência. E isso gera falta de equilíbrio para lidar com finanças, o que abre espaço para outros inimigos do sucesso. “Esses inimigos geram um ciclo vicioso. A pessoa que não tem dinheiro porque pensa que ele não traz felicidade vive dando um ‘jeitinho’ para tudo. Sem seus direitos assegurados, as pessoas vivem reclamando de tudo e qualquer coisa. Uma vez estabelecido esse ciclo, instala-se a maior de todas as inimigas da prosperidade: a acomodação, quando a pessoa se entrega à sorte, acreditando que não é capaz de fazer o seu próprio destino e quebrar o ciclo”, explica.

Educação financeira

Mesmo que alguns não acreditem na Bíblia, é inegável que nela encontramos os conceitos mais antigos de prosperidade e as leis das maiores sociedades do mundo. A Bíblia nos ensina de diversas formas sobre gestão de pessoas e finanças. É só olhar para a história do povo hebreu e nela encontraremos vários exemplos de prosperidade.

José do Egito de escravo tornou-se governador. Ele sabia lidar com o fluxo de caixa de uma empresa, um dos principais problemas dos empreendedores nos dias atuais. José, segundo a Bíblia, teve a direção de armazenar alimento nos dias de fartura para ter provisão nos dias de escassez.

Davi foi um caso de superação e liderança. Ele provou que o sucesso não é apenas para alguns, mas para todos. As mulheres também são grandes exemplos, entre elas Rute e Ester. Elas eram dotadas de capacidades administrativas e de sensibilidade para gerir pessoas e solucionar conflitos e problemas. Qualidades essenciais para o sucesso.

Apesar de suas diferenças de idade, culturais, de classe social, esses personagens bíblicos seguiram o mesmo caminho: acreditar em Deus e usar a sabedoria para serem prósperos e ótimos administradores.

Deus ama o pobre, não a pobreza

Desde a Criação, Deus deixou claro que deseja que sejamos prósperos. É o princípio da multiplicação: não há fruto sem semente. Os animais procriam, os seres humanos são dotados de inteligência, tudo foi pensado em torno do crescimento e da expansão. Mas muitos cristãos se esqueceram desses princípios de sucesso e prosperidade e confundiram os conceitos de humildade e pobreza e de riqueza e orgulho, criando uma visão ruim do dinheiro e inconscientemente se afastando do equilíbrio.

Abandone o sentimento de culpa

No Salmo 128, versículo 2, a Bíblia mostra de forma clara e objetiva que o conceito de prosperidade vai além de ter dinheiro para conquistar o que se deseja para suprir sua necessidade: “Pois comerás do trabalho das tuas mãos, serás feliz e tudo te irá bem”. Segundo o texto, o trabalhador também será feliz com o ganho financeiro de seu trabalho.

É necessário abandonar a “culpa cristã” e acreditar nas promessas de Deus para a vida financeira. É possível e totalmente correto ser próspero e ser cristão.

Para a escritora, em tempos em que educação financeira virou tendência, a Bíblia é um guia poderoso para a prosperidade econômica. “Há diversos conceitos modernos de gestão de pessoas e finanças que vêm de conceitos bíblicos. Portanto, aqueles que fazem parte do grupo que pauta suas escolhas (financeiras e profissionais) na Bíblia estarão sempre um passo à frente”, conclui a jornalista.

O livro O Sucesso Não Cabe na Bolsa chega às estantes com a missão de propor novos desafios ao leitor. Lembre-se que em tempos de crise, o primeiro passo é sair da zona de conforto.

10 características empreendedoras de Davi

A Bíblia nos mostra, por meio da história de Davi, que não é preciso ter cultura, dinheiro, ser nobre de nascimento, ter condições especiais ou uma inteligência fora do comum para prosperar. Davi aprendeu as bases da liderança enquanto cuidava de ovelhas e as lutas pelas quais passou enfrentando animais selvagens para proteger seu rebanho o prepararam para uma função que jamais sonharia. Mas, infelizmente, muitas religiões associam humildade a pobreza e riqueza a orgulho e fazem com que as pessoas tenham uma visão negativa do dinheiro.

Davi teve suas lutas, uma trajetória de solidão, devoção ao Altíssimo, desafios, provações e sacrifícios. Ele, como muitos, teve seus momentos de fraqueza, cometeu erros e pagou caro por eles, mas também alcançou muitas vitórias e riquezas.

É possível encontrar dez 10 características empreendedoras em Davi:

– Reconhecer a importância do seu trabalho sem necessidade de aprovação de terceiros;

– Saber observar, analisar, planejar, executar;

– Exercer liderança;

– Focar no objetivo principal;

– Evitar confrontos;

– Ser o exemplo;

– Ser imparcial;

– Saber lidar com pressões;

– Ter um networking;

– Ter visão do que é realmente importante.

Davi alcançou o sucesso sem os recursos que temos atualmente. Se aliarmos as facilidades da vida moderna aos ensinamentos da história dele, não temos justificativa para não prosperar.

Vida financeira

Quer aprender a enfrentar as dificuldades do mercado de trabalho e se tornar uma pessoa vencedora? Então, não perca o Congresso Para o Sucesso, que acontece às segundas-feiras, no Templo de Salomão. Para encontrar uma Universal mais próxima de você, acesse www.universal.org/enderecos.

Caso queira adquirir o livro “50 Tons Para o Sucesso”, que contém dicas para a vida profissional e financeira, acesse o Arca Center, clicando aqui.

ler mais
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Qual a sua relação com o dinheiro?

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games