Dentro da Igreja, mas longe de Deus

Thayna Barcelos enfrentou muitos desafios ao se afastar da Universal. Hoje, transformada, ela fala da importância de mudar as próprias atitudes

Por Por Flavia Francellino/ Foto: Marcelo Alves

A vendedora Thayna Barcelos Silva, de 22 anos, começou a frequentar a Universal ainda na infância, na companhia da mãe. Mas, na adolescência, mesmo presente nas reuniões, ela se sentia afastada. “Deixei de me preocupar com as coisas de Deus e passei a fazer as coisas do meu jeito. Saía com pessoas incrédulas, algumas vezes bebia e ficava com rapazes. Eu ia para baladas onde rolavam cigarro e drogas, mas não usava nada disso. Nesse tempo, só aprendi coisas ruins”, relembra.

Mesmo curtindo a vida à sua maneira, ela sentia uma angústia permanente. “Passei a me cortar com lâmina e a me queimar com isqueiro. Tentei me matar com os cortes. Fazia isso porque me sentia sozinha, achava que ninguém gostava de mim.”

Buraco negro

Essa ideia mudou quando Thayna deu início a um relacionamento que parecia ser a solução perfeita para acabar com os problemas emocionais que enfrentava. Mas a realidade não foi bem essa, pois o relacionamento não durou muito. “Eu rompi o namoro por ciúmes, por não ter estrutura. Ele foi meu primeiro namorado, meus sentimentos eram verdadeiros. Tudo o que fazia era me trancar dentro do quarto e chorar. Emagreci 15 quilos em um mês.”

Ela também precisou lidar com sentimentos do passado. Um deles era a mágoa que sentia de seu irmão mais velho, hoje com 39 anos. “Nutria rancor, porque ele me tratava mal. Desde criança, achava que ele não gostava de mim. A voz dele me incomodava e o jeito dele também. Só o fato de ele estar por perto já me causava raiva”, conta.

Mudança

Muitas pessoas passam vários anos de suas vidas se enganando e mantendo feridas abertas. Há quem carregue sentimentos corrosivos por anos tanto por não desejar o perdão como por não perdoar. Reconhecer que algo não está bem é o primeiro passo para que se libertem de si mesmas, do orgulho e de toda bagagem ruim. Foi o que Thayna fez.

Ela percebeu que o alívio que tanto buscava estava mais perto do que imaginava. Decidiu, então, se entregar a Deus de verdade. “Nada mais parecia me satisfazer. Só Ele poderia fazer isso por mim. Decidi me entregar 100%, deixei tudo para trás e me lancei nos braços dEle. Hoje sou uma mulher transformada, mudei as minhas atitudes e o meu comportamento. Minha cabeça é outra. Digo que sou feliz e que tenho paz acima de tudo. Tudo mudou quando eu recebi o Espírito Santo”, completa.

ler mais
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Dentro da Igreja, mas longe de Deus

[recaptcha]

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

[recaptcha]

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games