Eles foram os primeiros a assistir ao filme “Nada a Perder”

Veja como foi a estreia da obra em penitenciária paulista

Por Por Andre Batista / Imagens: Demétrio Koch

A primeira sessão nos cinemas do filme “Nada a Perder” teve início às 11h30 da manhã, mas antes disso mais de 3.000 pessoas já haviam assistido à cinebiografia do Bispo Edir Macedo. Isso porque o primeiro local a receber a exibição da obra foi o Centro de Detenção Provisória (CDP) Pinheiros, na Zona Oeste da cidade de São Paulo.

Ao longo do dia 29 de março, data da estreia do filme em todo o Brasil, foram realizadas 16 exibições para que todos os detentos de Pinheiros pudessem ter acesso ao filme. As primeiras sessões ocorreram às 9h da manhã e, durante elas, os moradores do local e funcionários da casa receberam pipoca e refrigerante.

“Para nós é uma festa”, relata o detento João Silva (o nome foi alterado para preservação da identidade do detento), que cumpre pena há cerca de um ano e meio e se mostra disposto a ajudar a organização do evento no que for preciso. “Receber a visita da Universal é sempre dia de festa para quem está aqui”.

O projeto Universal nos Presídios (UNP) atua em Pinheiros há anos, graças à parceria estabelecida entre os dirigentes do CDP e a Universal. O Doutor Guilherme Rodrigues, diretor da unidade, explica que permitir a atuação da UNP traz vantagens tanto para os detentos como para os funcionários do local, que também têm sido atendidos espiritualmente, fortalecendo a fé no trabalho que realizam:

“É louvável o trabalho do UNP. Faça sol ou chuva o grupo está aqui, respeitando as normas da casa e nos auxiliando na missão de devolver pessoas mais conscientes para a sociedade. Todos estão sempre com um sorriso no rosto, o semblante tranquilo, prontos para trazerem coisas boas aqui para dentro”.

É possível vencer

Para os detentos, a parte mais impactante do filme é a prisão do Bispo Edir Macedo, ocorrida em 1992 e retratada fielmente na obra cinematográfica. Ali é exibida uma das passagens mais difíceis da vida do Bispo. No entanto, mesmo diante de todos os problemas, contra tudo e por todos – como prenuncia o subtítulo do filme – ele se mantém firme na fé e se reergue, utilizando a injustiça cometida contra a Universal como impulso para um crescimento extraordinário.

“Eles acharam que prendendo o Bispo iriam destruir a Igreja”, um detento comenta enquanto assiste ao filme.

“Mas não conseguiram. [A igreja] só fez crescer”, responde outro.

Foi justamente essa passagem do filme que o Bispo Eduardo Guilherme, líder do projeto UNP no Brasil utilizou para, mais uma vez, mostrar aos detentos que existe a possibilidade de reconstruir a vida. Após uma mensagem especial transmitida pelo Bispo Edir Macedo via vídeo, o Bispo Eduardo declarou aos presentes:

“O Bispo Macedo passou pelo sistema penitenciário, sentiu o que você sente agora, esteve longe da família como você está. Mas ele venceu. Com a fé em Deus ele venceu. Eu sei que, talvez, a sociedade não acredite mais em você, mas Deus acredita. E nós também acreditamos, por isso estamos aqui”.

Além do Bispo Eduardo, obreiros, pastores e até mesmo o Bispo Rogério Formigoni, autor do livro “A Última Pedra” e exemplo de vida para os detentos, estiveram presentes. Todos com a mesma missão: auxiliá-los em sua ressocialização.

“Trazer esse filme aqui hoje é para você lembrar que Deus ama você. É para quando você estiver lá fora e passar em frente a uma Universal se lembrar de que é possível vencer, basta ter fé em Deus”, concluiu o Bispo Eduardo.

Acompanhe a reportagem do Domingo Espetacular abaixo e veja como foi a quinta-feira no CDP Pinheiros:

 

Cinema solidário

Levar “Nada a Perder” ao CDP Pinheiros é uma iniciativa do projeto “Cinema Solidário”, que ainda passará por mais de 200 penitenciárias e mais de 200 instituições como orfanatos e casas de repouso. Até mesmo comunidades remotas, que nunca tiveram acesso ao cinema, poderão assistir à cinebiografia. Essa é a primeira vez na História que um filme estreia ao mesmo tempo nos cinemas e fora deles, para as populações carentes.

O detento João Silva se diz muito feliz com essa oportunidade e espera que sua esposa, seus dois filhos, seu enteado e sua mãe também possam assistir ao filme.

“Eu acredito que Deus vai mudar minha vida, como mudou a do Bispo Macedo. Quando eu sair vou buscar a Deus”, afirma ele. João tem 40 anos de idade e já passou 13 anos detido. Recentemente, decidiu se entregar definitivamente ao Senhor Jesus e garante confiar em Seu poder: “Eu tenho fé!”.

Ao final da exibição, homenagens foram prestadas pelos detentos aos representantes do UNP. Com músicas e gritos de guerra eles demonstraram a gratidão e o amor que sentem pelo trabalho desenvolvido pela Universal.

Como eles, outros milhares de homens, mulheres e adolescentes têm sido tocados pelo trabalho que a UNP realiza com quem busca a ressocialização, com seus familiares e com os trabalhadores do sistema carcerário brasileiro.

Você também pode fazer parte desse projeto. Visite hoje mesmo a Universal mais próxima de sua casa e saiba como. E não deixe de assistir ao filme “Nada a Perder”, que antes mesmo da estreia alcançou a maior bilheteria nacional do ano, com mais de 4 milhões de ingressos vendidos.

Veja abaixo a galeria de fotos com mais momentos do evento:

ler mais
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Eles foram os primeiros a assistir ao filme “Nada a Perder”

[recaptcha]

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

[recaptcha]

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games