Mudança de sorte no Templo de Salomão

Um tratamento para a alma dos que sofrem com problemas de ordem espiritual

Por Por Kelly Lopes/ Fotos: Demetrio Koch

Muitas pessoas se queixam por viverem constantemente com problemas que acreditam ser de má sorte e decorrentes de numerosas experiências negativas. Nada dá certo por causa dos problemas que parecem insolúveis e, por mais que busquem uma saída, tudo parece só piorar e a sensação é de que um problema chama outro, seja na saúde, na vida financeira, sentimental, familiar ou profissional.

Situações desse tipo geralmente são de origem espiritual, fato que muitos ignoram, e podem se manifestar de maneiras diferentes como, por exemplo, por meio de vícios, doenças que os médicos não descobrem a causa, insônia, transtornos psicológicos, desejo de isolamento, síndrome do pânico e outros males que afetam a alma e roubam a paz.

Para alguns, esses males são hereditários: os avós e pais passaram por problemas em determinadas áreas da vida e eles, os filhos, se veem vítimas das mesmas condições.

Foi o que aconteceu com o técnico em nutrição João Batista de Souza, de 54 anos (foto abaixo), que na infância sofria ao ver a mãe alcoólatra e o casamento dos pais sendo destruído. Anos depois, assim como a mãe, João mergulhou no vício da bebida e nas drogas. Os irmãos também seguiram o mesmo caminho. “Era uma herança maldita, nós até contraíamos as mesmas doenças”, recorda.

Além de ter que enfrentar os problemas decorrentes dos vícios, ele sofria com a síndrome do pânico e a depressão. Tinha a sensação de que era perseguido por onde quer que fosse e tinha desejo de morrer. Ele chegou ao ponto de tentar o suicídio por meio de overdose – para isso, abusava das drogas – e pensava em se atirar nos trilhos do trem. “Eu já estava condenado à morte porque o pior de tudo, para mim, era a falta de paz e o vazio que eu sentia. Tudo que eu queria era morrer”, desabafa.

João pontua que tentava resolver a falta de paz fazendo tratamentos com psicólogos e neurologistas. No entanto, nada trazia resultados positivos. “Quanto mais eu me abria e contava sobre minha vida, a sensação era de reviver tudo, eu sofria ainda mais e os remédios não ajudavam”, diz.

O convite para alcançar a mudança

Sua vida foi transformada quando ele passou a participar dos encontros que acontecem todas as sextas-feiras no Templo de Salomão, em São Paulo. Lá, ele percebeu que seus problemas só poderiam ser solucionados por meio de uma batalha espiritual contra os males. Ele poderia vencer as forças negativas que o faziam sofrer somente pela fé.

Com a frequência aos eventos, João, aos poucos, se livrou de tudo o que o aprisionava. Sua vida passou a ter sentido e ele se libertou da herança familiar de fracassos e dos vícios.

João conta que tudo mudou. Ele relata que não tinha perspectiva de vida, mas hoje é feliz, concluiu uma graduação e se casou. E deixa um recado para quem se encontra em situação semelhante à vivida por ele: “O primeiro passo é querer mudar de vida e abrir o coração. Depois, é obedecer. A libertação e mudança de vida serão certas”, finaliza.

Sexta-feira no Templo de Salomão

O Bispo Renato Cardoso, que realiza as reuniões às sextas-feiras, às 20h, explicou, em um dos encontros, que já na época de Jesus existiam vítimas de espíritos opressores, como é o caso de um jovem que vivia isolado em sepulcros. Por ser violento ninguém conseguia ajudá-lo. Era um andarilho, feria-se com pedras e não tinha noção de seus atos. Até que Jesus expulsa os espíritos imundos que o atormentavam e ele volta a ter juízo perfeito. (Leia mais em Marcos, capítulo 1, versículos 1 ao 13).

Para o Bispo, se fosse nos dias de hoje, provavelmente aquele jovem seria medicado com remédios fortes e diagnosticado como louco. E, casos como esse, de ordem espiritual, precisam ser tratados também com armas espirituais.

“Isso que aconteceu nos tempos de Jesus revela as obras do diabo e como ele trabalha. Quando uma pessoa não consegue vencer o mal que está na alma, não vai adiantar remédios que só trarão efeitos colaterais e não resolverão o problema que está na alma, que é espiritual”, afirmou.

Por essa razão, toda sexta-feira é realizado, no Templo de Salomão, na Avenida Celso Garcia, 605, no Brás, zona leste de São Paulo, o Encontro para a Mudança de Sorte.

Na oportunidade sete bispos clamam a Deus em favor de todos os presentes e fazem uso da autoridade que o Senhor Jesus ensinou contra as forças opressoras. Pela fé determinam a libertação de todos os males e uma nova sorte na vida dos presentes. Os encontros acontecem às 10h, às 15h e às 20h.

Templo

Veja as novas instruções para participação nas reuniões do Templo de Salomão clicando aqui. Para obter outras informações, você também pode entrar em contato com a Central de Informações do Templo de Salomão: (11) 3573-3535 ou info@otemplodesalomao.com.

ler mais
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Mudança de sorte no Templo de Salomão

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games