Saiba o que você deve fazer para não deixar de votar em 2018



Por Por Michele Roza / Foto: Thinkstock

O próximo processo eleitoral do País acontecerá em 7 de outubro deste ano, quando os brasileiros poderão escolher quem eles querem que seja o novo Presidente da República e as autoridades que assumirão cargos nos governos estaduais, no Senado e na Câmara.

Para votar, o cidadão deve estar quite com a Justiça eleitoral. Mas, você sabe como consultar a sua situação eleitoral? Já tem idade para votar, mas ainda não tem o título de eleitor? Ou quer fazer alguma alteração cadastral? Fique atento às informações abaixo e não deixe de exercer o seu direito ao voto.

Consultar o número e a situação do título de eleitor

No site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é possível fazer as consultas por meio de uma ferramenta online. O eleitor pode consultar o número do título, da zona eleitoral e também do endereço da seção de votação.

Para isso, é necessário que preencha o nome completo, data de nascimento e nome da mãe. Para consultar a situação do título de eleitor, se está regular ou não, é necessário apenas o nome completo e data de nascimento.

1º via do título de eleitor

Os brasileiros maiores de 18 anos (obrigatoriamente) e de 16 e 17 anos (opcional) que pretendem votar nas eleições deste ano têm até 9 de maio para solicitar o título de eleitor. O procedimento é simples e pode ser iniciado online, no Pré-atendimento eleitoral – Título Net, no site do TSE.

Depois de fazer a solicitação, o cidadão deve comparecer às unidades de atendimento da Justiça Eleitoral, com a documentação exigida (veja abaixo).

Importante saber que o procedimento está disponível apenas para eleitores domiciliados no Brasil e que, antes de iniciar o requerimento, o cidadão deve verificar se o Tribunal Regional Eleitoral de seu estado possui sistema de agendamento próprio.

Vale lembrar também que o eleitor que souber qual é o seu local de votação, mesmo sem o título eleitoral em mãos, no dia da eleição para votar basta apresentar qualquer documento oficial com foto à seção eleitoral.

Alteração de dados cadastrais e transferência de domicílio eleitoral

O prazo de 9 de maio também se aplica para os eleitores alterarem seus dados cadastrais ou transferirem o domicílio eleitoral, inclusive para que o eleitor com deficiência ou mobilidade reduzida solicite sua transferência para uma seção eleitoral com acessibilidade.

Os pedidos de transferência de domicílio e revisão de dados cadastrais também podem ser iniciados online e concluídos no cartório eleitoral.

Documentos necessários

Ao se dirigir ao cartório eleitoral, para concluir a solicitação, o cidadão deve levar os seguintes documentos: documento de identificação, comprovante de residência, título anterior (se for o caso), formulário de multa paga (se for o caso) e, para os cidadãos do sexo masculino, comprovante de quitação militar (obrigatório a partir de 30 de junho do ano em que completar 18 anos).

Gostou desta informação? Então, compartilhe nas redes sociais com familiares e amigos.

ler mais
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Saiba o que você deve fazer para não deixar de votar em 2018

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Coordenadora de Conteúdo:

Repórteres:



E-mail para Contato:

Telefone:

Endereço

Cep:

Free WordPress Themes, Free Android Games