O sucesso em uma única lição



Por Por Daniel Cruz / Fotos: Marcelo Alves

Avaliando os mapas que mostram os territórios de domínio babilônio, o imperador Dario percebe que a tarefa de administrar todo aquele espaço não é fácil. Então, decide nomear 3 presidentes – que seriam auxiliados por 120 príncipes por todo o reino -, para ajudá-lo nesse desafio.

Daniel, que era hebreu, fazia parte do grupo de presidentes. Por ser mais inteligente e ter um espírito excelente, Daniel se destacou entre eles – de tal modo, que Dario decidiu colocá-lo como presidente-geral. Isso, obviamente, despertou a inveja nos demais administradores e eles tramaram uma maneira de derrubá-lo.

Eles tentaram encontrar algo para incriminá-lo, mas não tiveram sucesso. A saída foi inventar alguma lei que atacasse a fé de Daniel, que era fiel a Deus. Eles conseguiram com que o rei Dario aprovasse um decreto que, de maneira indireta, proibisse a Daniel de orar ao Altíssimo, por um prazo de 30 dias. Mesmo sabendo da nova lei, o hebreu continuou com as orações. Então, a punição logo veio: apesar de o rei ter procurado maneiras de livrar Daniel, ele teve de ser jogado na cova dos leões.

“Mas o que essa história tem a ver com a minha vida?”

Talvez, homem, você esteja se fazendo a pergunta acima. Porém, se você continuar a leitura desse trecho bíblico, que está no livro de Daniel, capítulo 6, verá que o profeta foi livrado dos leões e sobreviveu, além disso, o imperador Dario reconheceu o poder do Deus de Israel. Daniel era um “homem de oração” e esse hábito era o seu segredo para ser uma pessoa tão bem-sucedida na vida.

Como observou o palestrante Renato Cardoso, durante o encontro mensal exclusivo para homens, que ocorreu no Templo de Salomão, na capital paulista, no dia 11 de março último: “O ser humano criou rezas, rituais, preces, mas a oração foi criada por Deus – como um canal de comunicação entre nós e Ele. Daniel tinha esse costume de, três vezes ao dia, dobrar os joelhos e orar em direção à Jerusalém. Ali, estava o segredo de Daniel, o segredo do seu espírito de excelência. Eles usaram de mentira, arrumaram um decreto, uma lei, só para prejudicá-lo. Mas pela vida de oração, que Daniel tinha, aquilo que eles fizeram, se voltou contra eles. Tudo porque ele tinha uma vida de justiça e oração com Deus.”

E essa é a melhor parte: você também pode ser uma pessoa de sucesso, como Daniel, basta que você também se torne um “homem de oração”.

“Tudo o que temos de fazer, está ao nosso alcance. Tudo o que Daniel fez, nós podemos fazer igual. Você também pode se tornar essa pessoa de oração. O que você precisa, é vencer as ideias de orgulho, preguiça, experiências passadas em que uma oração não deu certo, entre outros motivos que lhe impedem de orar. A convivência com Deus vem quando você separa um tempo para Ele, como um hábito do dia a dia. Mesmo que você seja muito atarefado, aliás, principalmente se você for muito atarefado”, concluiu o palestrante.

Entenda que se você fizer da oração um hábito, parceiro, Deus vai lhe dar sabedoria para cuidar dos filhos, vai lhe dar ideias para os negócios, seu caráter será mudado e até a sua personalidade. A oração te encherá de força. Você mudará o seu passado, quando você olhar para ele de maneira diferente – sem se ver como vítima, sem ter raiva do que aconteceu. O seu horizonte vai se expandir.

7 dias de oração e súplica

Na Universal, em todo o Brasil, está ocorrendo o propósito “7 dias de oração e súplica”. Você pode começar a exercitar o hábito da oração por meio dessa campanha. Mas, não pare por aí. O hábito da oração deve durar para a vida toda.

Projeto IntelliMen

Você deseja se tornar um homem melhor? Então, o Projeto IntelliMen é para você. São 53 desafios, elaborados pelo palestrante Renato Cardoso, que vão lhe ajudar no pleno desenvolvimento pessoal. Todo o conteúdo é gratuito. Clique aqui e saiba mais.

ler mais
Reportar erro

O sucesso em uma única lição



Por Por Daniel Cruz / Fotos: Marcelo Alves

Avaliando os mapas que mostram os territórios de domínio babilônio, o imperador Dario percebe que a tarefa de administrar todo aquele espaço não é fácil. Então, decide nomear 3 presidentes – que seriam auxiliados por 120 príncipes por todo o reino -, para ajudá-lo nesse desafio.

Daniel, que era hebreu, fazia parte do grupo de presidentes. Por ser mais inteligente e ter um espírito excelente, Daniel se destacou entre eles – de tal modo, que Dario decidiu colocá-lo como presidente-geral. Isso, obviamente, despertou a inveja nos demais administradores e eles tramaram uma maneira de derrubá-lo.

Eles tentaram encontrar algo para incriminá-lo, mas não tiveram sucesso. A saída foi inventar alguma lei que atacasse a fé de Daniel, que era fiel a Deus. Eles conseguiram com que o rei Dario aprovasse um decreto que, de maneira indireta, proibisse a Daniel de orar ao Altíssimo, por um prazo de 30 dias. Mesmo sabendo da nova lei, o hebreu continuou com as orações. Então, a punição logo veio: apesar de o rei ter procurado maneiras de livrar Daniel, ele teve de ser jogado na cova dos leões.

“Mas o que essa história tem a ver com a minha vida?”

Talvez, homem, você esteja se fazendo a pergunta acima. Porém, se você continuar a leitura desse trecho bíblico, que está no livro de Daniel, capítulo 6, verá que o profeta foi livrado dos leões e sobreviveu, além disso, o imperador Dario reconheceu o poder do Deus de Israel. Daniel era um “homem de oração” e esse hábito era o seu segredo para ser uma pessoa tão bem-sucedida na vida.

Como observou o palestrante Renato Cardoso, durante o encontro mensal exclusivo para homens, que ocorreu no Templo de Salomão, na capital paulista, no dia 11 de março último: “O ser humano criou rezas, rituais, preces, mas a oração foi criada por Deus – como um canal de comunicação entre nós e Ele. Daniel tinha esse costume de, três vezes ao dia, dobrar os joelhos e orar em direção à Jerusalém. Ali, estava o segredo de Daniel, o segredo do seu espírito de excelência. Eles usaram de mentira, arrumaram um decreto, uma lei, só para prejudicá-lo. Mas pela vida de oração, que Daniel tinha, aquilo que eles fizeram, se voltou contra eles. Tudo porque ele tinha uma vida de justiça e oração com Deus.”

E essa é a melhor parte: você também pode ser uma pessoa de sucesso, como Daniel, basta que você também se torne um “homem de oração”.

“Tudo o que temos de fazer, está ao nosso alcance. Tudo o que Daniel fez, nós podemos fazer igual. Você também pode se tornar essa pessoa de oração. O que você precisa, é vencer as ideias de orgulho, preguiça, experiências passadas em que uma oração não deu certo, entre outros motivos que lhe impedem de orar. A convivência com Deus vem quando você separa um tempo para Ele, como um hábito do dia a dia. Mesmo que você seja muito atarefado, aliás, principalmente se você for muito atarefado”, concluiu o palestrante.

Entenda que se você fizer da oração um hábito, parceiro, Deus vai lhe dar sabedoria para cuidar dos filhos, vai lhe dar ideias para os negócios, seu caráter será mudado e até a sua personalidade. A oração te encherá de força. Você mudará o seu passado, quando você olhar para ele de maneira diferente – sem se ver como vítima, sem ter raiva do que aconteceu. O seu horizonte vai se expandir.

7 dias de oração e súplica

Na Universal, em todo o Brasil, está ocorrendo o propósito “7 dias de oração e súplica”. Você pode começar a exercitar o hábito da oração por meio dessa campanha. Mas, não pare por aí. O hábito da oração deve durar para a vida toda.

Projeto IntelliMen

Você deseja se tornar um homem melhor? Então, o Projeto IntelliMen é para você. São 53 desafios, elaborados pelo palestrante Renato Cardoso, que vão lhe ajudar no pleno desenvolvimento pessoal. Todo o conteúdo é gratuito. Clique aqui e saiba mais.

ler mais
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

O sucesso em uma única lição

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Coordenadora de Conteúdo:

Repórteres:



E-mail para Contato:

Telefone:

Endereço

Cep:

Free WordPress Themes, Free Android Games