Você é um pai presente?

Já que não é possível mudar o seu passado, seja o melhor para o seu filho hoje

Por Por Eduardo Prestes/ Foto: Fotolia

Quem já não ouviu falar que quando um homem e uma mulher têm um filho a responsabilidade sobre a criança é dos dois? E que como um casal devem se dividir nos cuidados que o filho exige e participar efetivamente de todas as fases da sua infância até a vida adulta. Esse seria, ao menos, o ideal na criação da criança, mas, na prática, nem sempre acontece. Na divisão de tarefas entre o homem e a mulher é claro que algumas delas somente a mãe poderá realizar; outras caberão ao pai. Entretanto, o que se observa é que muitos homens deixam de ser presentes na vida dos filhos em determinados momentos.

Muitos deles vão justificar que são assim porque passaram por situações em que seus pais foram ausentes – por conta do trabalho deles, pela falta de tempo, pelas escolhas em determinado momento, pela criação que tiveram, pela separação que vivenciaram de seus pais – e até por adversidades da vida, como o falecimento do pai. Outros, no entanto, dirão que mesmo assim conseguiram passar por esses problemas e se tornaram vencedores.

Vários deles podem até não querer admitir a falta que seus pais fizeram, mas, se pudessem reescrever suas histórias com a presença deles, com certeza o fariam. Contudo, não é possível fazer uma viagem no tempo para realizar esse resgate e reviver esses momentos perdidos. Também ainda não há nenhuma informação de que existirá essa possibilidade no futuro próximo. Então, o que se pode fazer é cuidar do seu filho da melhor maneira possível.

Faça a si mesmo a seguinte pergunta: “O que eu gostaria que meu pai fizesse comigo quando era criança e não fez?” Essa é a premissa da qual você deve partir para ser um pai diferente do que ele foi. É claro que você não vai mimar seus filhos e permitir que façam tudo que queiram. Quando falamos em fazer algo, estamos nos referindo à qualidade do tempo que você passa com eles. Cada momento com os filhos pode e deve ser especial, para investir na orientação, no aprendizado e na formação deles.

Se você leva seus filhos à escola e conversa com eles durante o trajeto, já é algo importante. Se fala com eles da sua visão de mundo e de que gostaria que todos fossem felizes e o que você julga necessário para alcançar a felicidade, também é fundamental para a construção desse caminho. Se você vai jogar bola com seu filho nas horas de lazer ou ensina a sua filha a nadar no clube, cada instante que estiverem juntos tem que ser bem aproveitado. Além do que você fala, as crianças se espelham em suas ações, principalmente porque você está perto. E é muito importante você perceber como é bom estar por perto. Mais do que o orgulho de falarem que aprenderam algo com você, vão guardar na lembrança e levar para os filhos deles o que você lhes ensinou.

Por isso, se em algum momento da sua vida você sofreu pela falta do seu pai ou pela ausência dele em alguma situação na qual ele poderia ter sido mais presente e não estava lá, não o julgue. Já que não é possível voltar e mudar o passado, é hora de quebrar essa corrente que o prende ao que já aconteceu. O presente é realmente uma dádiva de Deus e vivê-lo com plenitude junto a quem você ama é uma bênção que não deve ser descartada. Não se esqueça: quando o tempo passar, seus filhos vão guardar os bons momentos vividos com você e jamais esquecer em quem se espelham para seguir suas vidas, pois tiveram o melhor professor. Quando se depararem com determinado problema vão pensar: “Meu pai resolveria isso assim!”

Intellimen

Se você é homem e deseja mudar suas atitudes, a hora é agora. Participe do projeto Intellimen e aprenda como ser um homem melhor. Para mais informações sobre o grupo, clique aqui.

ler mais
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Você é um pai presente?

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games