Gratidão: o segredo da felicidade

Professora de universidade americana prova que a felicidade está em coisas simples



Por Por Rafaella Rizzo / Foto: Thinkstock

A busca pela felicidade é um tema presente em livros, filmes e na vida da maioria das pessoas. Todos querem se sentir felizes e completamente realizados em suas vidas. O problema é que a maioria das pessoas acredita que têm de ser rica, famosa e possuir muitos bens para isso.

Mas Laurie Santos, professora de psicologia e boa vida na universidade americana de Yale, discorda dessa ideia. Em suas aulas ela provou com uma pesquisa simples como é possível ser feliz.Numa série de exercícios que passou para seus alunos, a ideia era a de reprogramar os próprios hábitos para conquistar uma vida mais saudável e satisfatória.

Durante uma semana, eles fizeram coisas como dormir 8 horas por noite, dedicar mais tempo a família e amigos, usar menos redes sociais e entender que dinheiro não é o mais importante. “Muitas vezes, relacionamos a riqueza com a quantidade de dinheiro que temos, mas a pesquisa mostrou que o sentimento está mais relacionado com quanto tempo você tem. Se você está sacrificando seu tempo para trabalhar mais e ganhar mais dinheiro, isso não é um bom comportamento. Seria melhor aumentar a quantidade de tempo livre que você tem”, explica a professora.

Outra atividade que gerou excelentes resultados foi a lista de gratidão, em que todas as noites os alunos deveriam escrever as coisas pelas quais se sentem gratos. As listas contavam com agradecimentos a pessoas, instituições e reconhecendo as próprias conquistas pessoais ou experiências de vida. “Vimos que aqueles que fazem este exercício regularmente tendem a ser mais felizes”, diz Santos.

Amargura e ingratidão

A escritora e blogueira Tania Rubim, confidenciou em seu blog um momento difícil em que aprendeu essa valiosa lição. “Há alguns anos, quando não conseguia engravidar, me tornei uma pessoa amarga nunca ficava grata com nada nem com ninguém, porque a amargura predominava e com ela a falta de gratidão”, escreveu.
Ela afirmou que a mudança não veio com a solução do problema, mas quando entendeu que o contentamento vem do estado de espírito. “Nosso interior determina nossas escolhas, forma de viver, relacionamentos. Enquanto formos dependentes de circunstâncias para sermos gratas e contentes, nunca seremos”.

Mas Tania faz um alerta: contentamento não é conformismo, mas ser grato e feliz com o que se tem enquanto luta por dias melhores. “Se em meio a tantas adversidades você andar feliz, com certeza o fardo será bem mais leve. Alegria e a gratidão são um estado de espírito que revelam nossa comunhão com Deus. Quem confia, ainda que esteja passando por problemas, se alegra, pois sabe em quem tem confiado”, conclui.

Gostou da matéria? Compartilhe nas redes sociais!

ler mais
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Gratidão: o segredo da felicidade

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games