Posso cancelar um cartão de crédito mesmo com dívidas parceladas?

Confira como essa opção pode ajudar no controle das finanças

Por Por Kelly Lopes/ Foto: Fotolia

Existe grande variedade de linhas de crédito oferecidas por bancos e administradoras de cartões, mas, caso o consumidor não fique atento aos gastos, o descontrole financeiro pode gerar um efeito bola de neve e a inadimplência torna-se um grande risco. Segundo pesquisa feita em maio de 2017 pelo Serasa Experian, o número de inadimplentes no País era, naquele período, de 61 milhões de brasileiros.

Uma saída para quem precisa reorganizar os gastos é cancelar o cartão de crédito. Mas é possível cancelá-lo mesmo com parcelas a serem pagas?

Renata Reis, coordenadora de áreas técnicas do Procon-SP, explica que, para quem está endividado, o cancelamento do crédito pode ser um caminho para a reorganização financeira, pois o valor da dívida para de crescer sem a alta taxa de juros do rotativo. “Com o cancelamento, o consumidor conseguirá estabelecer um parâmetro dos valores parcelados que ainda serão pagos, sem taxas e acréscimos. É uma forma de se reorganizar, recuperar o crédito ou até fazer economia”, pontuou.

Vantagens

A coordenadora esclareceu que a anuidade cobrada na fatura, embutida no saldo devedor, pode pesar para o consumidor ainda mais se forem somados os juros compostos em caso de atrasos no pagamento. Contudo, quando o cartão é cancelado, esse valor não pode mais ser cobrado.

Por isso, o consumidor deve prestar atenção a qualquer taxa de cobrança na fatura do cartão. “Uma vez que não quero a disponibilidade do serviço, não tenho que pagar tarifa de anuidade, pois deixa de haver vínculo entre o devedor e a administradora de cartões”, disse.

Com o cartão cancelado, o consumidor não pode usá-lo para novas compras. E, dessa forma, ele vai evitar novas dívidas.

Renata enfatizou ainda que, mesmo que o cartão seja cancelado, as dívidas existentes precisam ser pagas. E que, além da opção de cancelamento do cartão – na qual o consumidor deixa de arcar com os custos das tarifas –, existe também a possibilidade de bloqueio temporário, que impede novas compras. Nesse caso, as taxas continuam a ser cobradas.

Por fim, a coordenadora informou que a principal justificativa das empresas para a cobrança da taxa de anuidade é a administração e manutenção do cartão. Para o consumidor, isso representa o envio da fatura, por exemplo.

Nesse caso, a coordenadora sugere substituir o recebimento do boleto físico e optar pelo pagamento em débito em conta ou solicitar o envio do boleto por e-mail. Outra opção é o envio do código de barras para o cliente. Essas opções podem ser combinadas com a administradora do cartão para que se consiga a eliminação da anuidade.

ler mais
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Posso cancelar um cartão de crédito mesmo com dívidas parceladas?

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games