Como estimular os funcionários da sua empresa?

Mais do que gerir, é preciso saber liderar de forma inteligente. Aprenda o que fazer para ter uma equipe engajada

Por Por Ana Carolina Cury/ Fotos: Fotolia

Uma das maiores competências procuradas pelas empresas hoje em dia é o comprometimento dos profissionais com os valores e com o objetivo final do trabalho. Contudo, o que muitos gestores não sabem é que, para ter esse tipo de funcionário na equipe, a atuação deles é fundamental.

O primeiro passo é que o gestor sempre explique quais são as metas, os princípios e o direcionamento de cada tarefa. “Esse é um ponto essencial. Em geral, o ser humano necessita de um motivo. Ele precisa conseguir responder a perguntas como ‘porque eu faço o que faço e como faço? Qual o objetivo do que eu faço? Para quem eu faço isso?’ Quando uma pessoa entende a razão e consegue entender os ‘porquês’, ela foca no que deseja alcançar e os resultados se tornam evidentes tanto para a empresa quanto para ela mesma”, explica Alessandra Souza de Amorim, especialista em gestão de pessoas.

Trabalhar sem saber o porquê pode ser muito desanimador para o colaborador, então, quando a chefia busca envolvê-lo nos processos internos e, acima de tudo, reconhece seu empenho, automaticamente ele se dedicará mais para alcançar os resultados. “Isso acontece porque fazer parte do sucesso e das conquistas traz satisfação e motivação. E quando os resultados são recompensados com reconhecimento tudo melhora ainda mais. A recompensa não precisa ser necessariamente financeira. Muitas vezes um elogio é suficiente para que o colaborador se mantenha fiel aos projetos da organização e não seja apenas mais um funcionário que espera o salário cair na conta no final do mês”, acrescenta a especialista.

Erros

Para fazer com que o profissional se comprometa, o gestor deve sempre passar as explicações com clareza e não imaginar que o funcionário já sabe tudo de determinado assunto ou procedimento. Alessandra ressalta que muitos gestores erram na forma como resolvem deixar claro o que esperam de seu time. “O erro de alguns deles é escolher um ‘astro’ para a equipe e ele dita as regras e aos outros cabe somente acatá-las. Conhecer as regras e repassá-las de forma organizada e concisa é importante. Entretanto, assim como no futebol não pode existir um astro só, no trabalho todos devem aprender a trabalhar em conjunto”, observa.

Outra falha, segundo ela, é não saber ouvir. “Quem deseja ter pessoas comprometidas em sua equipe precisa manter a porta aberta para feedbacks. É essencial criar um canal de comunicação. Um deles são as reuniões periódicas de equipes ou de supervisão”, destaca.

Além disso, missão, visão e valores também precisam estar claros para todos os colaboradores. “Toda empresa precisa saber por que existe, quais são alvos e metas a curto, médio e longo prazos e quais são os valores que a norteiam. Todavia, saber tudo isso não é suficiente. É necessário que cada colaborador – da faxineira ao diretor – esteja engajado e comprometido com esses valores”, orienta.

Ser exemplo

Já está comprovado que um colaborador engajado rende mais. Esse foi o resultado de uma pesquisa feita pela consultoria Right Management com 30 mil pessoas de 15 países diferentes. O estudo concluiu que uma pessoa motivada produz 50% mais.

Então, depois de seguir o primeiro passo, que é mostrar por que cada pessoa é uma peça importante e fundamental para a empresa, será preciso ser muito mais que um chefe, mas um líder. “As organizações estão repletas de pessoas altamente eficazes tecnicamente, mas muito pobres emocionalmente. Quando um gestor possui habilidades emocionais e não apenas técnicas e administrativas, ele saberá lidar melhor com questões negativas e saberá assimilá-las antes de repassá-las ao grupo”, orienta Alessandra.

Obviamente algumas situações e/ou informações não devem ser repassadas a todos os funcionários. Isso faz parte de uma postura ética. O que se espera é que a liderança saiba, de forma inteligente, fazer com que o profissional se veja como parte do processo e, sobretudo, se espelhe no chefe como exemplo de resiliência, caráter e profissionalismo.

6 dicas essenciais

– Compartilhamento da missão, visão e dos valores

Só amamos o que ajudamos a construir. O colaborador deve conhecer os sonhos da empresa.

– Valorização e reconhecimento

É importante retribuir de forma pública uma meta alcançada, individualmente ou em grupo. Isso motiva ainda mais os colaboradores e faz com que o senso de pertencimento impere na equipe.

– Feedback

É interessante que o gestor receba feedbacks dos funcionários, mas para isso ele precisa deixar a porta aberta, ou seja, criar canais de comunicação e garantir que eles realmente funcionem.

– Treinamentos

O gestor inteligente e que deseja uma equipe engajada com o sucesso da empresa investe em treinamentos constantes da equipe.

– Reuniões periódicas

Em uma pequena reunião, pode haver vários insights que ajudarão o gestor a se manter no rumo certo.

– Descanso

Alguns gestores veem os colaboradores como máquinas de resultados, mas ninguém produz bem sem descansar: valorize as férias deles e suas folgas semanais.

Vida financeira

Quer aprender a enfrentar as dificuldades do mercado de trabalho e se tornar uma pessoa vencedora? Então, não perca o Congresso Para o Sucesso, que acontece às segundas-feiras, no Templo de Salomão. Para encontrar uma Universal mais próxima de você, acesse www.universal.org/enderecos.

Caso queira adquirir o livro “50 Tons Para o Sucesso”, que contém dicas para a vida profissional e financeira, acesse o Arca Center, clicando aqui.

ler mais
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Como estimular os funcionários da sua empresa?

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games