Do roubo, tráfico e rebeliões para uma vida transformada

Confira a história de César Furtado, o jovem que mudou de vida enquanto cumpria medida socioeducativa

Por Por Kelly Lopes/ Fotos: Demetrio Koch e Cedidas

Uma infância humilde vivida em um bairro periférico da cidade. Essa é a realidade de muitos adolescentes no Brasil. E é nesse cenário de carências que muitos se envolvem com o crime. As consequências são difíceis e trazem dor e sofrimento para toda a família.

Foi o que aconteceu com César Furtado, de 19 anos (foto abaixo). Aos 13, quando já estava envolvido com o tráfico de drogas, ele foi levado para a Fundação Casa pela primeira vez, por tentativa de assalto.

No local, ele participou de várias rebeliões e chegou a liderar uma delas, em setembro de 2015. Entre as piores lembranças do tempo em que esteve privado de liberdade, ele se recorda dos momentos que a Tropa de Choque controlava as rebeliões. “Eram cenas de muita violência, medo e com muitos adolescentes feridos. Eu apanhava muito quando isso acontecia.”

César era considerado um caso perdido por causa de sua rebeldia e agressividade. Ele foi apreendido por cinco vezes e esteve na Fundação Casa dos 14 aos 19 anos. Voltava para o crime e praticava atos cada vez piores sempre que ganhava liberdade.

A decisão de mudar

Dentro da Fundação Casa, César conheceu o Projeto Universal Socioeducativo, realizado por voluntários da Universal que investem na ressocialização de menores em conflito com a lei. Eles levam apoio, fé e assistência para os jovens que cumprem medida socioeducativa e seus familiares, por meio de atendimentos, reuniões e eventos realizados nas instituições.

Transformação

Frequentando as reuniões, César ouviu palavras de fé e esperança que o fizeram repensar suas atitudes e desejar uma mudança de vida. Ele decidiu se batizar nas águas como um marco para uma nova vida. Segundo ele, a primeira transformação que aconteceu foi em seu interior. “Recebi apoio e cuidado, insistiram comigo até que eu desejasse mudar de vida. A melhor mudança foi a paz que passei a sentir mesmo dentro da instituição”, afirmou César.

No ano passado, no dia 7 de junho, César concluiu o período da medida socioeducativa e saiu da Fundação Casa. Ele segue firme nas decisões que tomou. Permanece longe do crime, das drogas e da marginalidade. Seus pais estão felizes com o novo comportamento do filho. Entre eles, hoje, há respeito e união.

Decisão

O jovem decidiu ser voluntário do grupo Universal Socioeducativo e veste a camisa do projeto que o ajudou a escrever uma nova história. Hoje, ele se dedica a auxiliar adolescentes que vivem em situação semelhante à sua e faz planos de um futuro promissor, que inclui estudos e trabalho.

Além de César, cerca de 1.600 adolescentes, com idades entre 12 e 18 anos, participam de algum grupo da Universal depois de cumprirem medidas socioeducativas.

Para o responsável pelo projeto Universal Socioeducativo no Brasil, o pastor Ulisses Gomes, (foto abaixo) o trabalho realizado tem o foco no desenvolvimento dos menores, levando-os a refletir sobre os atos praticados e a buscar uma nova vida. Ele afirma que esses jovens, em sua maioria, são reféns de criações e famílias mal estruturadas, além de uma sociedade que não oferece apoio. “Quando os voluntários chegam nas unidades, os internos veem neles uma certa paternidade e encontram no apoio e assistência prestados uma oportunidade de mudar de vida”, esclareceu o responsável.

O projeto conta com cerca de 5 mil voluntários no Brasil e tem sido realizado também no exterior, como na Argentina, no Uruguai e Paraguai. No Brasil são atendidos mais de 29 mil adolescentes que cumprem medidas socioeducativas e mais de 100 mil, se forem contados aqueles com curta passagem nas fundações.

O que é

Universal Socioeducativo

*Mais de 8.600 adolescentes batizados nas águas.

*Mais de 1.600 que cumpriram medidas socioeducativas e se tornaram membros de grupos da Universal.

*Mais de mil famílias acompanhadas por meio de grupos de apoio.

AÇÃO SOCIAL

A Universal mantém diversos projetos sociais e, por meio de seus voluntários, atua em vários setores da sociedade, com o objetivo de levar auxílio emocional, psicológico, material e, sobretudo, espiritual aos que necessitam, em asilos, orfanatos, hospitais, presídios, comunidades, entre outros locais.

Clique nos links abaixo e conheça alguns desses projetos:

Projeto Raabe (Auxílio a mulheres vítimas de violência doméstica)

Projeto T-Amar (Apoio a adolescentes grávidas e mães solteiras)

Projeto Ler e escrever (Alfabetização de jovens e adultos)

Anjos da madrugada (Ajuda a moradores de rua)

A Gente da comunidade (Ações sociais em comunidades)

Grupo Calebe (Incentivo e auxílio a idosos)

Força Jovem (Ações com os jovens)

Identificou-se com algum desses projetos? Então não perca mais tempo, procure uma Universal mais próxima e obtenha informações de como se tornar um voluntário. Não esqueça:

… Mais bem-aventurado é dar que receber. Atos 20.35

ler mais
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Do roubo, tráfico e rebeliões para uma vida transformada

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games