Um recado para os homens que agridem as mulheres

Programa especial contou com o relato de ex-agressores



Por Por Andre Batista / Imagem: Thinkstock

O dia 25 de novembro foi o “Dia Internacional da Não-Violência Contra a Mulher” e, para dar a devida importância à data, o programa The Love School – A Escola do Amor, da Record TV, decidiu transmitir um programa diferente do que estamos acostumados a ver: em vez de ouvir o depoimento das vítimas, o programa transmitiu o depoimento dos próprios agressores.

Foram cinco casos relembrados e discutidos de homens que, no passado, agrediram suas esposas, mas buscaram ajuda e hoje seguem em um relacionamento com suas respectivas companheiras, porém, com respeito e sem qualquer tipo de abuso.

“No fundo, no fundo, o homem que agride uma mulher, da maneira mais errada possível, está querendo resolver um problema”, explicou o apresentador Renato Cardoso. “Na ausência de uma habilidade melhor, na ausência de uma habilidade alternativa de lidar com o problema, a pessoa recorre à agressividade. Essa é a razão principal.”

O apresentador ressaltou, porém, que o fato de desconhecer uma solução alternativa não torna a violência justificável. Ao contrário, as agressões, sejam elas físicas, verbais ou psicológicas, são repugnantes e devem ser tratadas com a devida seriedade.

“Como a dor no corpo é um sinal de que tem algo errado com a sua saúde, a raiva também é um sinal de que há algo errado que você precisa lidar”, orientou Renato. “Você precisa resolver isso de uma forma inteligente. Não é com soco, não é com pancada, não é com agressão. Dessa maneira você só vai piorar. Então, você tem que usar a sua raiva como um sinal: eu preciso resolver um problema. E se eu não estou conseguindo e a raiva só está aumentando eu preciso buscar ajuda para isso não explodir.”

Essa raiva pode ser despertada por diversos fatores: ciúmes, incapacidade de comunicação, insegurança e orgulho são os mais comuns. Seja qual for a situação, uma atitude deve ser tomada antes que esse ressentimento se transforme em violência.

De acordo com Renato Cardoso, o primeiro passo para que o agressor encontre uma solução para o problema da raiva é ser humilde: “Humildade, reconhecimento de que precisa mudar, reconhecimento de que você aprendeu errado. É o primeiro passo. Ninguém aprende se não for humilde.”

Se você vive essa situação dentro de sua casa, seja humilde e reconheça que precisa de ajuda. Você pode encontrar o apoio necessário na próxima quinta-feira, na palestra Terapia do Amor, que será realizada na Universal mais próxima de sua casa.

Foi na Terapia do Amor que os cinco homens convidados ao The Love School – A Escola do Amor encontraram a solução para seus casamentos e para o próprio comportamento. Assista à íntegra do programa no vídeo abaixo e descubra como isso aconteceu.

ler mais
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Um recado para os homens que agridem as mulheres

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games