Mulher acorrenta o filho viciado em crack



Por Por Andre Batista / Imagem: Reprodução internet

No Brasil, mais de 1,5 milhão de pessoas são viciadas em crack atualmente. O número é de um estudo da Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas (ABEAD). Um desses dependentes químicos está, nesse momento, internado em uma clínica na cidade de São José do Rio Preto, interior de São Paulo, após ser libertado por sua mãe.

O caso, aberto na Polícia Civil no dia 7 de julho último, investiga “maus tratos” de uma mãe contra seu filho. Isso porque ela manteve o jovem de 17 anos de idade acorrentado a si mesma, a fim de que ele não pudesse utilizar mais drogas.

O menino se envolveu com o vício há cerca de 5 anos, quando conheceu a maconha e a cocaína. Logo migrou para o crack, onde tem causado diversos problemas para a família. Ele viveu por um tempo com sua avó em Itapetininga, interior de São Paulo, onde passou a furtar objetos de dentro de casa para vender e sustentar o vício. Depois, foi acusado pelos vizinhos por furtos, e estes queriam fazer “justiça com as próprias mãos”.

Desesperada, a mãe foi ao encontro do jovem e o acorrentou. Um lado da corrente estava preso à cintura da mulher de 35 anos de idade, o outro lado preso ao pé do rapaz.

A própria mãe publicou fotos no Facebook, implorando por ajuda, já que ela havia procurado as autoridades sem receber nenhum retorno. Após a publicação ter sido difundida rapidamente, uma clínica de reabilitação ofereceu tratamento de graça para o jovem, onde ele está hoje.

O desespero da família

O vício, qualquer que seja, pode destruir a vida de uma pessoa e de sua família. Seja esse vício em drogas lícitas ou ilícitas, em jogos de azar ou em pornografia, os males sempre estão por perto.

Os parentes próximos, quase sempre, são os que mais sofrem ao ver a destruição das pessoas. Esse sofrimento causa desespero e influência em decisões como a da mãe de Itapetininga.

No entanto, para tomar uma atitude sem a influência do desespero é necessário, antes de qualquer coisa, entender o que é o vício. De acordo com o bispo Rogério Formigoni, o vício é um espírito capaz de dominar a pessoa. E, como espírito, somente pode ser combatido no campo espiritual, sendo que a melhor ferramenta para isso é aquela que o Senhor Jesus nos ensinou a usar: a fé.

“Esse poder chamado fé, que entra no organismo da pessoa, tem condições de neutralizar, de arrancar esse espírito que a vem matando aos poucos”, afirma o bispo.

“As pessoas que já buscaram ajuda em clínicas, em terapia, em grupos de autoajuda são as que sempre ouviram aquela expressão: ‘vício é uma doença incurável, progressiva e fatal’. E porque sempre ouviram isso, na sua maioria, acabaram se entregando, se rendendo à dependência química. ”

Mas o bispo explica que não precisa ser assim. Há quatro anos a Universal criou uma reunião destinada exclusivamente a atender viciados e seus familiares. Atualmente coordenada pelo bispo Cláudio Lana, os sofredores têm a oportunidade de se aproximar de Deus e descobrir como utilizar a Única força capaz de vencer os vícios.

Se você está sofrendo com a dependência química ou qualquer outra dependência, participe do Tratamento Para a Cura dos Vícios e aprenda como a sua fé é capaz de te libertar.

ler mais
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Mulher acorrenta o filho viciado em crack

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach e Eliana Caetano

Editora de Conteúdo Web:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Maria do Rosário, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone: (11) 3321-5244

Endereço Rua dos Missionários, 139, Santo Amaro - São Paulo (SP)

Cep: 04729-000

Free WordPress Themes, Free Android Games