Privacidade no casamento

A sua forma de encarar essa situação pode indicar problemas



Por Por Andre Batista / Imagem: Thinkstock

A imagem ao lado é um “meme” (algo engraçado que se espalha pela internet). A graça aqui está no desespero do rapaz ao saber que a namorada está mexendo no celular dele. O curioso é que, quanto mais se identificam com a situação, mais as pessoas costumam achar a piada engraçada. Ou seja: quase todos os que riem da imagem ao lado, na verdade, ficariam tão desesperados quanto o fotografado ao ter o celular “confiscado” pelo namorado ou cônjuge.

Hoje em dia, a sociedade demonstra que “é normal” e até incentiva os relacionamentos mais íntimos por meio de redes sociais e serviços de internet. É comum, por exemplo, mandar “nudes”, trocar “mensagens quentes” e outras coisas, mesmo quando a pessoa é comprometida. E quem faz isso, para “proteger” o segredo, apela para a privacidade.

“Não existe privacidade em um relacionamento”, afirma o escritor Renato Cardoso, autor do livro “Casamento Blindado”. “Se você quer a sua privacidade, então não se case, vá viver sozinho.”

De acordo com Renato, impedir que o parceiro veja os conteúdos do seu celular é um erro gravíssimo na relação, que pode levá-la ao fracasso. Isso porque quem faz isso não entendeu que um relacionamento amoroso exige comprometimento e transparência total.

“Se você é casado, o seu cônjuge tem direito de acesso ao celular, ao computador, à sua conta bancária, à sua cueca suja e tudo o mais da sua vida”, afirma Renato. “E, se você esconde alguma coisa, é porque você ou não entende nada de casamento ou tem algo a temer. Então, acabe com essa palhaçada de privacidade dentro do casamento, porque isso não existe.”

O ciúme

Outro problema é a necessidade de saber tudo o que o outro faz nas redes sociais. O ciúme está presente em muitas relações e, na maioria das vezes, não é saudável. O excesso de ciúme indica um problema, que precisa ser resolvido com urgência.

“Obviamente quando o ciúme tem razão de ser, quando o parceiro está causando ciúme por alguma atitude errada, então aquilo indica uma falha na relação”, esclarece Cristiane Cardoso, autora do livro “Namoro Blindado”. “Digamos que o parceiro esconde o celular ou esconde a senha do celular, ou que ele não dá informação de onde está indo ou, digamos, que ele está tendo um comportamento errado com outra pessoa, o que gera o ciúme no parceiro. Então há uma falha.”

Mesmo que o causador do ciúme não tenha a intenção de despertar esse sentimento em seu parceiro, ele precisa rever o seu comportamento, para que o relacionamento se tranquilize e as brigas sejam evitadas.

Outra hipótese é a pessoa se comportar muito bem mas, mesmo assim, sofrer com o ciúme do companheiro. Nesse caso, é possível que o ciumento tenha um problema de autoestima.

“Quando a pessoa não se valoriza, ela não tem essa autovalorização, ela precisa da valorização exterior, da valorização de outras pessoas, principalmente do marido, da esposa”, esclarece Cristiane. “Quando ela não tem essa valorização, não tem essa atenção toda, ela vai estar sempre insatisfeita, ela nunca vai conseguir se sentir valorizada. O parceiro até pode valorizar, o parceiro pode até dar atenção, mas, no minuto em que ele virar um pouquinho, o ciumento já acha que não está tendo o suficiente.”

A baixa autoestima gera insegurança, o que se transforma em ciúme doentio.

Seja como for, esse sentimento deve ser analisado para o casal encontrar a raiz dele e, aí sim, resolver o problema.

Se você precisa aprender a controlar o ciúme ou lidar com a privacidade dentro de um relacionamento maduro, participe da Terapia do Amor, que é ministrada todas as quintas-feiras, na Universal.

ler mais
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Privacidade no casamento

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games