Cantora é alvo de racismo na internet

Entenda porque o preconceito de qualquer tipo desagrada a Deus



Por Por Rafaella Rizzo / Foto: Reprodução Facebook

Segundo dados do IBGE, os negros eram a maioria da população brasileira em 2014 (53,6%). Os brasileiros que se declaravam brancos eram 45,5%. Mais da metade da população brasileira é negra, mas mesmo assim, o preconceito racial ainda é muito presente em nossa sociedade. Seja discretamente ou de forma explícita, celebridades ou anônimos, milhares de pessoas são alvo de ofensas por sua cor, diariamente.

Recentemente, a cantora Negra Li se tornou o alvo de hackers racistas. No início de julho, o site oficial da rapper foi invadido e uma imagem de um macaco junto a um texto racista passou a ser estampado na página. No dia seguinte, o problema no site já havia sido resolvido e a paulista aproveitou para comentar o ocorrido em uma rede social. “Já fui vítima de comentários e mensagens racistas na minha página do Facebook, mas é a primeira vez que tenho o meu site hackeado. Tenho muito orgulho da minha trajetória e de tudo que sou e represento, por isso não me abalo e não deixo que situações como essa tirem a minha paz”, desabafou Negra Li.

Ela ainda acrescentou que quando recebe esse tipo de ofensa, procura ignorar, não rebate as críticas e ainda pede a Deus que essas pessoas percebam o mal que fazem a si mesmas e ao mundo com tais atitudes.

Ame o próximo como a si mesmo

É indiscutível que Deus detesta o racismo e qualquer tipo de desrespeito e agressão ao ser humano. Afinal de contas, Ele ensina que devemos amá-Lo acima de todas as coisas e ao nosso semelhante como a nós mesmos. Veja o que diz a Palavra de Deus: “E, abrindo Pedro a boca, disse: Reconheço por verdade que Deus não faz acepção de pessoas; Mas que lhe é agradável aquele que, em qualquer nação, o teme e faz o que é justo.” Atos 10:34,35

Quando Pedro disse isso, até aquele momento, acreditava-se que só os judeus receberiam a mensagem de Salvação deixada pelo Senhor Jesus. Mas Deus, em uma revelação, mostrou que todas as pessoas, judias ou incrédulas, devessem conhecer o evangelho. Naquele momento, Deus retirou qualquer preconceito de Pedro e mostrou que para Ele não importa a cor da sua pele, seu nível social ou de escolaridade, profissão ou qualquer outra coisa externa. Se você for sincero e crer, terá acesso ilimitado à Sua presença.

O bispo Ubirajara Fonseca, que faz a obra de Deus nos Estados Unidos e mantém um forte trabalho de conscientização e luta contra o preconceito racial, em um texto publicado no blog do bispo Macedo, diz que não importa o que dizem sobre a sua cor. Se você tiver a Luz, que é o próprio Deus dentro de si, você brilhará e fará a diferença em qualquer lugar e situação. “Ora, o que faz a diferença não é a cor da sua pele e sim o que você tem dentro de si, o seu espírito. O negro é forte, é guerreiro e se ele tiver luz dentro de si, vai vencer; vai arrebentar! Mas, se tiver trevas dentro de si, até as oportunidades que surgirem, ele vai perder”, explica.

Se, por conta do preconceito racial, você acreditava que era menor e não teria oportunidades de vencer, já viu que essa ideia não é verdade. Busque a presença de Deus e seja a própria diferença, onde quer que esteja. E se você cresceu em um lar preconceituoso, não se deixe levar por essas ideias. Respeite e ajude a todos, sem se preocupar se têm uma cor diferente da sua. É isso o que Jesus faria em seu lugar.

Gostou da matéria? Então compartilhe e ajude a propagar o amor ao próximo. Também compareça a uma reunião aos domingos. Você aprenderá a ter forças em seu interior para superar qualquer problema. Veja aqui onde encontrar a Universal mais próxima.

E você já vítima de racismo ou presenciou alguma situação parecida? Como você reagiu? Compartilhe sua experiência nos comentários.

ler mais
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Cantora é alvo de racismo na internet

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games