Rede aleluia
Dúvidas sobre a Fogueira Santa
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Bispo Macedo | 22 de novembro de 2013 - 06:50


Dúvidas sobre a Fogueira Santa

Dúvidas sobre a Fogueira Santa

Quando escrevi o post “Dúvidas sobre o dízimo”, recebi também muitas perguntas sobre a Fogueira Santa. Como estamos em vias de iniciar a campanha, resolvi falar um pouco a respeito. As dúvidas que recebi são muitas, como:

– É errado ter uma poupança? Não abri uma porque vai chegar a Fogueira e eu vou ter que fechá-la para dar tudo…
– Queria comprar um carro, mas vai chegar a Fogueira e eu vou ter que vendê-lo e dar tudo, então, pra que comprar?
– Como vou comprar minha casa se não consigo juntar o valor para dar entrada? Eu junto algum dinheiro, mas daí vem a Fogueira e eu tenho que dar tudo…

É impressão minha ou você também percebe que estas pessoas estão vendo a Fogueira Santa como um peso e não como uma oportunidade de alcançarem seus sonhos? De qualquer forma, creio que tudo se resume na pergunta mais frequente:

“Se eu der tudo como o pastor fala, como poderei ter alguma coisa algum dia?”

Minha conclusão pessoal é a seguinte: alguém que dá tudo o que tem a cada campanha, realmente não vai conseguir ter nada nunca. Posso quase ouvi-la questionando: “Mas então, o pastor está errado em pedir tudo?” Aqui vai outra conclusão pessoal: não, o pastor não está errado, mas quem pensa que deve dar tudo a cada 6 meses é que tem visto a Fogueira de forma equivocada. A grande questão aqui é saber o que é esse tudo.

O tudo a que a campanha se refere não é tudo o que você tem na vida: seu salário, mais sua caderneta de poupança, mais seu carro, mais sua casa, mais suas roupas e mais todas as coisas de valor que você possa ter. O que você deve dar é TUDO O QUE DEUS PEDE e não tudo o que você tem (nem tudo o que você acha que deve dar).

Acredito que você ouviu, em todas as edições da campanha, o seu pastor dizendo para a Igreja “ouvir a voz de Deus e ver o que Ele quer de cada um”. Esse é o X da questão e que, infelizmente, muitas pessoas não entendem. Raciocine comigo: se o pastor diz pra você saber o que Deus quer de você, então significa que Deus é que vai pedir, não o pastor. Ouvindo a voz de Deus e sabendo o que Ele quer, aí sim, você deve dar 100% do que Ele pede.

Portanto, nesta nova edição da Fogueira Santa, esforce-se para ouvir a voz de Deus e não se deixe levar por quem quer que seja. Na semana que vem vou falar sobre como saber se você está ouvindo ou não a voz de Deus.


reportar erro