USA
 

O espírito de Jezabel

Nem sempre o pecado da Igreja consiste em um ato contra o Senhor Jesus, mas na tolerância passiva com o inimigo

Os fenícios eram um povo navegador, que negociava madeiras nobres, ouro e pedras preciosas. Habitavam em diversas cidades, às margens do Mar Mediterrâneo. Por meio do seu casamento com Jezabel, o rei Acabe esperava ter assegurado, para o seu reinado, a amizade da maior potência comercial na época.

Essa aliança, do ponto de vista político, parecia perfeita. Em vez de buscar alicerçar o povo de Israel com os princípios da sua fé no Deus dos seus pais, e assim consolidar o seu reinado, Acabe se aliou aos inimigos de Deus!

Ele procurou ardentemente se fortalecer, mais do que o próprio reino de Judá. Agiu pela razão e pela astúcia, à semelhança de muitos que, querendo alcançar os seus objetivos econômicos, casam-se, ou fazem alianças até mesmo com o diabo.

A verdade é que a semente se multiplica da forma como ela é: se é ruim, produzirá frutos ruins também. A união com Jezabel foi fatídica não apenas para Acabe, mas para todo o povo de Israel.

Por indução da sua mulher idólatra, Acabe construiu uma casa para Baal, edificou-lhe um altar e o adorou. Levantou ainda um poste-ídolo, réplica do membro masculino, como símbolo da fertilização, promovendo assim mais abominações entre o povo de Israel, provocando a ira do Senhor.

E como se não bastasse, Jezabel se tornou perseguidora implacável daqueles que serviam a Deus, inclusive levando muitos deles à morte. Por causa disso, a palavra dos profetas em Israel foi silenciada.

Na verdade, quando a palavra profética, que incita à santificação, é silenciada na Igreja, por qualquer motivo, deixa espaço para outra palavra, que não é de Deus.

É por isso que muitas igrejas, que outrora foram tão usadas pelo Espírito Santo, hoje mais parecem necrotérios. O mesmo acontece com muitos cristãos que substituíram a direção da Palavra do Espírito de Deus pela direção da palavra do espírito deste mundo.

E é aí que Jezabel entra! O nome Jezabel também significa "a pura", mas é pura somente na aparência, pois esta é justamente a sua doutrina: produzir um abismo entre a posição e a situação real, em Cristo.

A posição em Cristo é aquela em que a pessoa crê porque está escrito. Por exemplo, ela confessa que é lavada pelo sangue de Cristo, mas a situação dela permanece pura? Vejamos:

A pessoa crê, mas está escrito: "E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas". 2 Coríntios 5.17

Será que as coisas antigas já passaram mesmo? Ou será que na pessoa ainda permanece a mesma criatura antiga, com gênio insuportável? Daí se chega à conclusão que a posição que ela assume é uma, e a sua situação verdadeira é outra.

Quando construímos um abismo entre posição e situação, confessando uma coisa e vivendo outra, é porque a sombra de Jezabel está atuando no nosso ser. Isto está ocorrendo na Igreja do nosso Senhor, pois a doutrina de Jezabel está sendo praticada:

"Tenho, porém, contra ti o tolerares que essa mulher, Jezabel, que a si mesma se declara profetisa, não somente ensine, mas ainda seduza os Meus servos a praticarem a prostituição e a comerem coisas sacrificadas aos ídolos." Apocalipse 2.20

O espírito de Jezabel muitas vezes consegue inspirar e seduzir os servos não vigilantes a comerem coisas sacrificadas aos ídolos, ou seja, sentarem-se à mesa em comunhão com aqueles que não têm nada com o Senhor.

Nem sempre o pecado da Igreja consiste em um ato contra o Senhor Jesus, mas na tolerância passiva com o inimigo. Tolerar significa concordar, e é isto que a Igreja moderna tem abraçado nesses últimos tempos.

Quase ninguém ousa denunciar as falsas doutrinas, pois muitos não querem ficar isolados, serem rotulados de seitas e viverem na dependência exclusiva da fé em Deus.

Preferem tolerar Jezabel, em nome da paz com todos, que resistir às suas doutrinas. Mas não foi isso que o nosso Senhor ensinou! Ele disse:

"Não penseis que vim trazer paz à terra; não vim trazer paz, mas espada. Pois vim causar divisão entre o homem e seu pai; entre a filha e sua mãe e entre a nora e sua sogra. Assim, os inimigos do homem serão os da sua própria casa." Mateus 10.34-36

Aqueles que toleram as profecias de Jezabel, por temerem o conflito com o sistema político-religioso deste mundo, isto é, com as trevas, não suportarão as provações por que terão de passar! Se são covardes diante das falsas doutrinas, imagine quando tiverem de passar pela Grande Tribulação!

A prostituição espiritual é tão grave quanto à física, e significa infidelidade para com o Senhor, que diz: "Dei-lhe tempo para que se arrependesse; ela, todavia, não quer arrepender-se da sua prostituição". Apocalipse 2.21

Quando o povo de Israel estava a caminho da Terra Prometida, quando surgia a suspeita de que alguém estava leproso, o sacerdote o observava bem e, então, determinava que ficasse sete dias isolado.

Se após os sete dias a sua situação física continuasse incerta, era isolado por mais sete dias. No caso de ser constatada mesmo a lepra, a pessoa era considerada imunda e expulsa da comunidade. Aplicado a Jezabel, significa que ela recebeu um prazo para se arrepender, mas não o fez. Por isso, a sentença é:

"Eis que a prostro de cama, bem como em grande tribulação os que com ela adulteram, caso não se arrependam das obras que ela incita. Matarei os seus filhos, e todas as igrejas conhecerão que Eu sou Aquele que sonda mentes e corações, e vos darei a cada um segundo as vossas obras." Apocalipse 2.22,23

Muitas pessoas que têm confessado a fé cristã vivem em uma verdadeira penúria de vida, com o casamento arruinado, a saúde abalada, a ruína financeira, os filhos enfermos etc.

A verdade é que sempre há demônios operando por detrás disso. Entretanto, eles não poderiam fazê-lo se não houvesse a permissão de Deus. Nada acontece por acaso. Sempre há um motivo, ou uma causa, por detrás de um efeito.

Tem acontecido de pessoas assim dizerem que não há nada de errado com elas, e questionarem onde estaria o seu pecado. E na verdade há uma grande influência do espírito de Jezabel no coração delas.

Isso pode se traduzir em intenções impuras, orgulho e pensamentos malignos para com um irmão, por exemplo. Enfim, o espírito de prostituição espiritual está sempre ativo na vida delas.

Qualquer que seja o motivo pelo qual alguém tem algo contra outra pessoa, especialmente contra um irmão, é contra o próprio Senhor Jesus. E Ele mesmo determina um juízo contra Jezabel, permitindo-lhe uma humilhação, através de enfermidade e de grande tribulação.

Comentários

  • NAYNE DO NASCIMENTO DE JESUS nascimento de jesus - 25 de Outubro de 2014 - 00h12

    muito forte ,temos que vigia com esse espirito de jezebel.

    Responder ao comentário (0) (0)
  • Elisangela Soares - 21 de Outubro de 2014 - 19h22

    Muito forte!!! Devemos vigiar para n?o permitir que o esp?rito de Jezabel entre em nosso meio. Precisamos divulgar essa mensagem para todos os crist?os para que todos possam vigiar tamb?m, e n?o se deixarem enganar. Repito... Muito forte!!!

    Responder ao comentário (0) (0)
  • juliana ramalho - 21 de Outubro de 2014 - 17h30

    Muitas pessoas para conseguirem as coisas, fazem qualquer coisa, fazem pacto com o diabo, matam se prostituem entre outras coisas.

    Responder ao comentário (2) (0)
  • Raquel Oliveira - 20 de Outubro de 2014 - 22h39

    n?o podemos de forma alguma aceitar um espirito ruim assim em nosso meio, temos que ser pessoas de carater firmes assumir a f? em Deus e n?o aceitar infidelidade para com Ele, muitos tem desprezado o proprio Deus por vergonha, por dar mais valor a coisas materiais e a pessoas est?o invertendo a situa?ao, mas n?s temos que guardar nossa f? e assumir Jesus,muitos se deixam influenciar pela situa??o mas isso n?o deveria acontecer, eu sei quem ? Deus o que Ele fez por mim nada pode arranca e nem tirar essa certeza e confian?a de dentro de mim, Deus ? Deus e o ?nico Deus e ponto.

    Responder ao comentário (0) (0)
  • Allyne - 20 de Outubro de 2014 - 22h32

    Vigiar com o espirito de Jezabel.

    Responder ao comentário (0) (0)
  • Betina - 20 de Outubro de 2014 - 21h27

    Para nascer de Deus precisamos nos entregar de fato, aquele que nasce de Deus tem as caracter?sticas o car?ter dele e tamb?m obedece a voz do pai, isso o impede de cair nas ciladas de Satanas

    Responder ao comentário (0) (0)

Qual a sua opinião sobre essa matéria?
Lembramos que este espaço é reservado somente para comentários referentes à matéria em questão.
Somente comentários relevantes serão autorizados.
Pedidos de oração e orientação podem ser feitos na página do Pastor Online: www.universal.org/pastoronline.
Sugestões e reclamações podem ser enviados para redacao@universal.org.br.



Nossas Sugestões

Nossas sugestões

x
Próximo