USA
 

A porta aberta

"Porque uma porta grande e oportuna para o trabalho se me abriu; e há muitos adversários"

Como pode a igreja ou o cristão querer ter uma "porta aberta" para pregar o Evangelho ao mundo, se os cristãos estão amarrados à televisão, aos videogames, aos vícios e outras coisas mais?

Os cristãos em Filadélfia se firmaram no Senhor Jesus e não O negaram. Por isso o Senhor lhes prometeu uma porta aberta: "...eis que tenho posto diante de ti uma porta aberta..." (Apocalipse 3.8). Podemos entender que esta porta aberta tem sentido duplo. É aberta para o alto:

"Tendo, pois, irmãos, intrepidez para entrar no Santo dos Santos, pelo sangue de Jesus, pelo novo e vivo caminho que ele nos consagrou pelo véu, isto é, pela sua carne, e tendo grande sacerdote sobre a casa de Deus, aproximemo-nos, com sincero coração, em plena certeza de fé, tendo o coração purificado de má consciência e lavado o corpo com água pura." Hebreus 10.19-22

É também aberta para a pregação do Evangelho ao mundo: "porque uma porta grande e oportuna para o trabalho se me abriu; e há muitos adversários" (1 Coríntios 16.9).

Esta porta estava aberta para os cristãos da igreja em Filadélfia. Ainda que o ódio pagão tentasse resistir aos cristãos, a porta estava sempre aberta e ninguém podia fechá-la. O Senhor Jesus diz ainda: "Eis farei que alguns dos que são da sinagoga de Satanás, desses que a si mesmos se declaram judeus e não são, mas mentem, eis que os farei vir e prostrar-se aos teus pés e conhecer que eu te amei" (Apocalipse 3.9).

É interessante notar que as únicas igrejas que não tiveram qualquer tipo de repreensão, Esmirna e Filadélfia, tiveram de enfrentar a oposição daqueles que pertenciam à sinagoga de Satanás.

Quem são aqueles que se declaram judeus e não são? Sabemos que durante o Seu ministério terreno, o Senhor Jesus teve de enfrentar judeus hipócritas. E a eles, entre outros "ais", o Senhor disse:

"Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas, porque sois semelhantes aos sepulcros caiados, que, por fora, se mostram belos, mas interiormente estão cheios de ossos de mortos e de toda imundícia!

Assim também vós exteriormente pareceis justos aos homens, mas, por dentro, estais cheios de hipocrisia e de iniquidade.".Mateus 23.27,28

Estes escribas e fariseus hipócritas professavam aparentemente a mesma fé abraâmica, mas foram eles mesmos que assassinaram o Filho de Deus. Ora, os que hoje pertencem à sinagoga de Satanás, que se dizem judeus e não são, também professam a fé cristã, mas mentem, pois o deus deles é o dinheiro e a posição social. De convertidos só têm o nome.

E são estes "irmãos" que mais têm tido inveja da verdadeira Obra de Deus. E o pior de tudo, como o Judas desse tempo final, é que eles têm se associado à Babilônia, através do ecumenismo, e criado grandes dificuldades para o progresso do Evangelho em todo o mundo.

São como o joio no meio do trigo. Têm a aparência cristã e conhecem a Bíblia como poucos, porém tudo isso só faz enganar os incautos. Na verdade, tentam em vão fechar a porta que o Senhor Jesus tem aberto para os verdadeiros cristãos. O Senhor diz: "Eis farei que alguns dos que são da sinagoga de Satanás, desses que a si mesmos se declaram judeus e não são, mas mentem, eis que os farei vir e prostrar-se aos teus pés e conhecer que eu te amei" (Apocalipse 3.9).

Isto já é um fato, pois muitos têm deixado a "sinagoga de Satanás" do cristianismo "de brincadeira" e se convertido verdadeiramente, deixando de lado a fé formal e morta e se apegando à comunhão íntima e viva com o Senhor Jesus.

Todas as duas igrejas irrepreensíveis tiveram algo em comum: judeus "de mentira" no seu meio, os quais faziam parte da sinagoga de Satanás.

Isso nos faz pensar nas igrejas cheias do Espírito Santo, atacadas constantemente por falsos irmãos, mensageiros de Satanás, com o objetivo de promover o engano e as falsas doutrinas entre os que são de Deus.

Comentário



Nossas Sugestões

Nossas sugestões

x
Próximo