USA
 

O ensino e a Palavra

A igreja que guarda a palavra da sua perseverança está em confronto radical com as circunstâncias deste mundo tenebroso

Um rei humano tem autoridade suprema sobre todo o seu reinado. A sua palavra é lei; portanto, ninguém pode se opor a ele, porque estará sujeito à morte. Ora, o Senhor Jesus Cristo é Rei dos reis, Senhor dos senhores, nos Céus, na Terra e em todo o universo.

Até mesmo as leis da Física, criadas por Ele, estão debaixo do Seu domínio e poder. Não há nada que possa resistir à Sua Palavra. Ele tem a chave de Davi, que abre qualquer porta: a porta da saúde; da prosperidade; da vida sentimental; da família bem alicerçada; do perdão; da salvação; enfim, da vida abundante e eterna.

O Deus-Pai já havia determinado a respeito do Seu Filho, dizendo: "Porei sobre o seu ombro a chave da casa de Davi; ele abrirá, e ninguém fechará, fechará, e ninguém abrirá." Isaías 22.22

Nesta carta à igreja em Filadélfia, o Senhor Jesus, em cumprimento visível desta profecia, vem ao encontro da Sua Igreja fraca e afligida, e declara: "Conheço as tuas obras - eis que tenho posto diante de ti uma porta aberta, a qual ninguém pode fechar..." Apocalipse 3.8

Ainda que o Senhor não enumere essas obras, elas foram suficientes para serem lembradas, e assim como a igreja em Esmirna, a igreja em Filadélfia teve de gemer por amor ao Senhor Jesus, para mantê-las.

O fato é que assim como Esmirna é caracterizada pela tribulação, também Filadélfia teve de combater o bom combate da fé contra o cerco do paganismo coberto de ódio, pois a igreja que guarda a palavra da sua perseverança está em confronto radical com as circunstâncias deste mundo tenebroso.

O grande perigo da Igreja, ou do cristão, é quando há pouco ou nenhum contraste com o mundo. A partir da modernização da Igreja, quando a fé cristã passa a nadar de acordo com a correnteza da impiedade do mundo, há que se preocupar com o risco da perda da salvação.

O Espírito Santo adverte através do apóstolo Paulo, dizendo: "Assim, pois, irmãos, permanecei firmes e guardai as tradições que vos foram ensinadas, seja por palavra, seja por epístola nossa." 2 Tessalonicenses 2.15

Assim, se a igreja ou o cristão passa a se adaptar ao espírito modernista deste mundo, então já não há mais esperança para ela ou para ele: "Infiéis, não compreendeis que a amizade do mundo é inimiga de Deus? Aquele, pois, que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus." Tiago 4.4

A consequência é que o Senhor fecha a porta do Evangelho para o mundo, tornando sem poder a mensagem da igreja e sem efeito e ridículo o testemunho do cristão.

Nem sempre é culpa do mundo se ele zomba da mensagem do Evangelho, e sim daqueles que pregam para os outros, sem praticarem o que pregam. E daí a sua mensagem se torna insossa, sem vida, sem poder e sem autoridade.

Quando Sodoma estava para ser destruída, Ló tentou, por insistência dos anjos, transmitir a mensagem da Salvação aos seus futuros genros:

"Então, saiu Ló e falou a seus genros, aos que estavam para casar com suas filhas e disse: Levantai-vos, saí deste lugar, porque o Senhor há de destruir a cidade. Acharam, porém, que ele gracejava com eles." Gênesis 19.14

Comentário

Qual a sua opinião sobre essa matéria?
Lembramos que este espaço é reservado somente para comentários referentes à matéria em questão.
Somente comentários relevantes serão autorizados.
Pedidos de oração e orientação podem ser feitos na página do Pastor Online: www.universal.org/pastoronline.
Sugestões e reclamações podem ser enviados para redação@universal.org.br.



Nossas Sugestões

Nossas sugestões

x
Próximo