USA
 

O exemplo de Ana

A formosura da mulher de Deus está justamente em temer ao Senhor; sua força está no seu serviço para Deus

A mulher de Deus é sábia, sensata, sabe se manter calada e procura somar para a obra de Deus; nunca diminuir. Discreta, ela não aparece. Seu convívio, intimidade e relacionamento com Deus faz dela uma mulher sábia, uma mulher de Deus.

Sua formosura e graça estão justamente em temer ao Senhor; sua força está no seu serviço para Deus.

Normalmente é o homem quem aparece no púlpito, pregando a Palavra de Deus, orando, na televisão, jornal, rádio, etc. É inegável, no entanto, que por trás de um homem de Deus existe uma grande mulher de Deus.

Um fato ilustrativo dessa realidade é que todo primeiro-ministro do Estado de Israel, se perder a esposa, se afasta do cargo. Prefere renunciar a ser um primeiro-ministro sem a esposa, porque ela é o seu esteio, o seu braço direito, a pessoa que lhe dá forças para continuar a luta pelo seu povo.

A Bíblia nos fala sobre Ana. Humilhada, por ser estéril, clamou a Deus e recebeu a graça de ser mãe. Seu primeiro filho, o qual veio a se tornar o grande profeta Samuel, ela entregou a Deus. Honrou ao Senhor com o melhor que tinha. Ana é um exemplo de fé, de mulher de Deus, porque confiava nEle e sabia que o Senhor lhe daria outros filhos. E foi o que aconteceu. Ana, de humilhada, passou a ser uma mulher louvada, tanto que até hoje falamos dela.

Talvez seja esse o seu problema. Talvez você, esteja sendo humilhada por muitos anos. Talvez você venha chorando todos os dias no seu travesseiro, porque vê outras mulheres vivendo com filhos, marido, e você sozinha, abandonada. Talvez você já tenha sido enganada por um homem, não sei quantas vezes e, hoje, você é aquela mulher humilhada e solitária. Ana ainda tinha o consolo do seu marido, mas você talvez não tenha nem esse consolo. Talvez seja mãe solteira, ou uma mulher que foi abandonada e envergonhada pelo seu próprio marido.

Essa lição serve para os rapazes também. A Bíblia diz que todos os anos em que Ana subia à casa do Senhor, não fazia outra coisa senão chorar. Ela nem comia. Jejuava e chorava diante de Deus. O seu marido lhe disse: "Por que você está chorando, Ana? Por que não come? Por que o seu coração está tão triste? Não sou eu melhor do que dez filhos para você?" Naquela época a mulher que não tinha filhos era a mais infeliz do mundo, porque o sentido de sua existência era definido pelo dar a luz filhos. E Ana era estéril. Diz a Bíblia que, com amargura de alma, Ana se levantou e orou ao Senhor, chorando abundantemente: "... se benignamente atentares para a aflição da tua serva, e de mim te lembrares, e da tua serva não te esqueceres, e lhe deres um filho varão, ao Senhor o darei por todos os dias da sua vida..." I Samuel 1.11.

Deus honrou aquela mulher, por causa dessa oração, pequena, mas sincera, de grande valor, porque saiu do mais profundo de sua alma.

Essa é a oração da pessoa de Deus, não só do homem, mas também da mulher. Faça essa oração, leitora amiga, e você verá que a sua humilhação, por ser solteira, mãe-solteira, mulher abandonada, triste, terá fim. Você será feliz.

Que Deus abençoe a todos, abundantemente.

Comentário



Nossas Sugestões

Nossas sugestões

x
Próximo