USA
 

O maior sacrifício

Primeiro você se entrega, depois Ele lhe abençoa

Nós podemos dar o melhor que temos para Deus, mas se nós não vivemos em santidade, a atitude nada representará para Ele. Pois, não importa o que eu faço para Deus, mas o que sou para Ele. Nunca se esqueçam disso. O sumo-sacerdote, quando entrava na presença de Deus, uma vez por ano, tinha no seu corpo escrito: "Santidade ao Senhor". E se essa santidade não for vivida, de nada adianta todo o trabalho que venhamos a executar para Deus. As suas ofertas, os seus dízimos não têm nenhum valor para Ele, se você vive no pecado.

Muitos pensam que dando uma oferta gorda na igreja estão agradando a Deus, mas o maior sacrifício que a pessoa pode fazer para agradar a Deus é viver em santidade.

Jesus disse: "Se a vossa justiça não exceder em muito a dos escribas e fariseus, jamais entrareis no reino dos céus" (Mateus 5.20). Significa que se nós não excedermos no nosso caráter, no nosso comportamento, nas ações daqueles que convivem conosco, estaremos igualados a eles. E o que eles irão receber nós também receberemos. De que adianta você chegar à igreja e dizer a Jesus: 'Eu te amo', e chorar, e cantar, e dar ofertas, e orar, e ouvir a Palavra de Deus, mas quando sai da igreja, lá fora, vive segundo a sua vontade? Se isso acontece, então você está brincando com Deus. O Deus eterno não tem prazer na iniquidade.

Saiba que cada vez que cometemos uma falha com Deus, o diabo vai até a presença d'Ele para afrontá-lo por causa das nossas falhas. Em Provérbios 27.11 diz: "Sê sábio, filho meu, e alegra o meu coração, para que eu saiba responder àqueles que me afrontam." Quem pode afrontar a Deus? O diabo! Foi o caso de Jó. Quando vivemos contrários àquilo que acreditamos, estamos dando motivos para o diabo afrontar a Deus.

Quando você estiver com problemas e dificuldades, e isso atribulá-lo, deixá-lo no fundo do poço, saia da sua casa e mire o céu. Comece a fazer uma avaliação da grandeza de Deus. Porque quando olhamos para a Sua grandeza, observamos que o nosso problema é insignificante. Essa é a razão dos céus que Deus nos deu. Foi isso que aconteceu com Abraão. Ele estava tão atribulado e aborrecido que chegou ao cúmulo de reclamar com Deus que havia deixado sua parentela e tudo o que tinha, para ir à terra que Ele mandou, e nem ao menos um filho ele conseguiu ter, apenas um servo para herdeiro em sua casa. Abraão apresentou a Deus a necessidade de um filho. Em outras palavras, uma necessidade pequenina diante do que Deus tinha para ele, mas que ainda não estava enxergando.

O que fez Deus? Pediu que Abraão saísse da tenda, olhasse para os céus e visse as estrelas. Então os olhos espirituais de Abraão se abriram. Ele pôde entender que Deus estava mostrando os inúmeros filhos que Ele teria, os filhos incontáveis que Deus iria lhe dar. Na verdade, nós somos os filhos na fé de Abraão. Às vezes, você fica triste e abatido por um problema tão insignificante porque acabou se envolvendo com ele e deixando Deus de lado. Mas quando sai do problema (sai da tenda), olha para os céus, então, você vê a grandeza de Deus. Atitude que o faz chegar à conclusão de que está sendo mesquinho ao se preocupar com uma coisa tão pequenina, enquanto Deus está mostrando a Sua grandeza.

Deus falou para Abraão: "Olha, Abraão, tudo isso é seu!" É isso que Deus quer para nós! Não apenas dar uma casa, um carro, um bom emprego, mas uma vida abundante e eterna. Porém, primeiro temos que abraçá-Lo de todo o nosso coração, entregando-nos de corpo, alma e espírito em Suas mãos. E se isso não for possível, também não será possível à outra parte. Primeiro você se entrega, depois Ele lhe abençoa.

Comentário



Nossas Sugestões

Nossas sugestões

x
Próximo