USA
 

O melhor amigo do cão

Estudos mostram que interação entre cachorros e humanos é maior quando o dono é do sexo masculino

Cientistas austríacos descobriram que a interação entre o ser humano e os cães é maior quando o dono do animal é do sexo masculino. Curiosamente, é melhor ainda quando o proprietário do bicho tem uma certa tendência a ser neurótico.

A ligação entre o cão e o dono do sexo masculino pode ter raízes em seus ancestrais, os lobos, espécie na qual os gêneros tinham papéis sociais bastante distintos, segundo a autora da pesquisa, Manuela Wedl, da Universidade de Viena, na Áustria.

Homens e mulheres donos de cachorros foram submetidos a um teste em que tinham que olhar 15 fotos de cães nas paredes de uma grande sala. Cada um tinha que escrever três palavras associadas a cada figura. Na verdade, a atividade era para manter os voluntários ocupados, pois o que realmente interessava aos pesquisadores viria a seguir.

Enquanto uma pessoa olhava as fotos, os cientistas faziam com que seu próprio cão entrasse na sala de surpresa. Os pesquisadores registravam, então, o quão rápido o animal se aproximava do dono e quanto tempo ficava perto dele.

Antes do teste, os participantes haviam preenchido um questionário que determinava suas personalidades e sentimentos quanto a seus cães.

Homens cujos questionários detectaram como “pouco autoconfiantes, ansiosos, assim como menos falantes e agressivos”, tendiam a ter cães com as mesmas características, fruto do contato constante. Entre eles, a ligação era praticamente magnética, de tão instantânea e intensa: os bichos faziam o caminho mais curto até seus donos e permaneciam junto a eles.

Essa tendência a ficar perto diminuía em relação aos homens menos ansiosos e mais confiantes, e era menor ainda quanto às mulheres. O caminho percorrido era mais longo, com desvios e curiosidade do cão para outros lados e objetos, antes de chegar ao dono.

Para aqueles donos de ambos os sexos cujos questionários mostravam ser muito importante a qualidade do tempo que passavam com seus animais, o período de permanência dos cães junto a eles na sala também era maior – ainda assim, esse tempo era maior em relação aos homens, se comparado ao das mulheres.

Comentários

Lembramos que este espaço é reservado somente para comentários referentes à matéria em questão. Somente comentários relevantes serão autorizados. Pedidos de oração e orientação podem ser feitos na página do Pastor Online: www.universal.org/pastoronline. Sugestões e reclamações podem ser enviados para redacao@sp.universal.org.br.

Nossas Sugestões

Nossas sugestões

x
Próximo