USA
 

UNP: não há fronteiras para levar a Palavra que salva

Grupo tem visitado cadeias e evangelizado presos em diversos países

O trabalho executado pelos voluntários do grupo Universal nos Presídios (UNP) em centenas de unidades carcerárias espalhadas de norte a sul do País tem sido intenso e a cada dia alcançado mais pessoas.

São mais de 3 décadas de empenho e dedicação por amor às almas.

Nas portas dos presídios, no cárcere ou em alguma Universal recém-inaugurada dentro de uma instituição penal sempre existe um voluntário pronto para levar o amor de Deus aos detentos, bem como aos familiares deles.

Fora do País, no entanto, em algumas localidades específicas, o acesso muitas vezes é bastante restrito ou mais difícil.

Porém, os voluntários não desistem, pois a Palavra de Deus tem sido um importante instrumento libertador, e não apenas no aspecto físico, mas, principalmente, no espiritual.

Na cidade de Chicago, a mais populosa do estado de Illinois, nos Estados Unidos, as reuniões são feitas em espanhol e uma pessoa faz a tradução para o inglês.  Recentemente, mais de 80 homens participaram de um desses encontros.

Argentina


Na Argentina, a situação não é diferente, há um trabalho evangelístico, por exemplo, na Unidade Penal de Florencio Varela, em Buenos Aires, capital, onde recentemente 105 internos participaram de uma reunião realizada pelo grupo no local.

Após a mensagem de fé, 43 deles decidiram se batizar nas águas.

Em outra unidade carcerária, os funcionários e agentes de segurança que trabalham na Penitenciária da cidade de Campana (foto ao lado), também na província de Buenos Aires, foram surpreendidos com um café da manhã preparado pelos voluntários do UNP.

Participaram da confraternização um total de 60 agentes e outros 30 receberam os alimentos nos postos de trabalho. Eles ganharam de presente livros do “Templo de Salomão” e exemplares do jornal “El Universal” e da Bíblia Sagrada. As mulheres receberam o livro de Ester Bezerra (esposa do bispo Edir Macedo), “A Dama da Fé”.


Durante o evento, diversos agentes comentaram sobre o carinho da Igreja em dar a eles toda essa atenção, reconhecendo que nunca tiveram algo desse tipo.

Paraguai


Já no Paraguai (foto ao lado), a ação mais recente aconteceu na porta de duas importantes unidades prisionais, em Assunção, capital do País: o Centro Educativo de Itauguá, para menores de idade, e o Ciudad del Este.

Pontos de fé foram instalados para atender os familiares dos detentos. No dia, foram feitas orações e dadas orientações para aqueles que estavam ali para visitar um ente querido.

Outra ação recente aconteceu para as funcionárias da Penitenciária Feminina do País. Um café especial foi preparado para elas que, também, receberam mensagens de fé e orações. Elas agradeceram o empenho do grupo, ressaltando o quanto necessitam dessa atenção espiritual.

Honduras

Em Tegucigalpa, capital de Honduras (fotos ao lado e de abertura dessa matéria), o grupo de voluntários visitou duas importantes penitenciárias do País: a primeira, a Nacional del Dr. Marco Aurelio Soto, prisão para homens, e a outra, a Nacional Femenina de Adaptación Social (PNFAS), só para mulheres.

Angola

Em Angola, no continente africano, o bispo João Leite fez uma visita especial à Cadeia do Tombo, município de Belas, onde doou para cada recluso um exemplar da Bíblia Sagrada e ministrou uma importante mensagem de fé aos presos.

Veja como foi essa última ação no vídeo abaixo:

Quer saber mais sobre as ações que o grupo realiza nos presídios de todo o País? Acesse e curta a página oficial do bispo Eduardo no Facebook, clicando aqui. Para outras informações de como se tornar um voluntário, procure a Universal mais perto da sua casa.

(*) Com informações do grupo Universal nos Presídios (UNP)

Comentários

Lembramos que este espaço é reservado somente para comentários referentes à matéria em questão. Somente comentários relevantes serão autorizados. Pedidos de oração e orientação podem ser feitos na página do Pastor Online: www.universal.org/pastoronline. Sugestões e reclamações podem ser enviados para redacao@sp.universal.org.br.

Nossas Sugestões

Nossas sugestões

x
Anterior Próximo