USA
 

Após ir à formatura com amigo negro, garota recebe mensagens ofensivas do próprio pai

O que você faria?

Odiar alguém por conta da cor da pele. Atitude absurda para alguns, mas muito presente em todo o mundo. E um caso que repercutiu na internet recentemente foi vivido pela estudante Anna Hayes, moradora do estado do Arkansas, Estados Unidos.

Ela conta que desde quando era criança o pai nunca escondeu que nutria preconceito racial. "Ele era racista perto de mim quando eu era criança e ainda morava na casa dele (após os pais se separam). Disse que, se algum dia eu namorasse um cara negro, eu estaria morta para ele."

E o pai provou o quão sério estava falando quando a jovem foi ao baile de formatura com o amigo Phillip, que é negro. Ao ver as fotos do momento, o pai enviou várias mensagens de ódio e repulsa para a filha. “Você não tem mais o direito de falar comigo e já tirei as suas fotos da parede. Vá para o inferno. Vou cancelar o seu telefone e o seu plano de saúde. Se você quer se misturar com sub-humanos vou lhe tratar de acordo", dizia uma delas.

A garota compartilhou as imagens com o amigo Phillip, que postou o conteúdo numa rede social. Apesar da exposição, Anna não se incomodou e acredita ser necessário para que vejam como o racismo ainda está presente na sociedade. "Não consigo acreditar como alguém pode odiar tanto outra pessoa que nem conhece, só por causa da cor da pele", disse em entrevista ao BuzzFeed News.

Preconceito contra quem?

Pessoas preconceituosas parecem fazer questão de deixar claro como odeiam determinada característica em outras pessoas. A cor da pele, do cabelo, a forma do corpo, a falta ou o excesso de estudo, o país de origem, etc. Gritam o seu ódio de todas as formas e em todos os lugares que puderem, para diminuir e humilhar outras pessoas. Se colocam como superiores, mas, na verdade, revelam como são fracas e ignorantes. “Quando não estamos satisfeitos conosco mesmos, somos assim: preconceituosos, porque por dentro temos um preconceito enorme com a gente mesmo”, opina a escritora Cristiane Cardoso.

De acordo com Cristiane, por não aceitar algo em sua própria vida ou em si mesmo, os preconceituosos preferem criticar as outras pessoas. A Bíblia condena essa atitude e ainda alerta que há uma consequência para os que praticam tal pecado: “Não julgueis, para que não sejais julgados. Porque com o juízo com que julgardes sereis julgados, e com a medida com que tiverdes medido vos hão de medir a vós.” Mateus 7.1,2

Da mesma forma com que julgam o seu próximo, serão julgados em algum momento. Somente ao se aproximarem de Deus e da Sua Palavra poderão entender que não são melhores ou piores do que ninguém, e que, no fundo, todos somos iguais: almas carentes da Misericórdia e Salvação Divinas. O preconceito de qualquer tipo deve ser combatido e denunciado.

Se você precisa se livrar dos preconceitos, compareça às reuniões dominicais na Universal e aprenda como amar verdadeiramente o seu próximo. Encontre o endereço mais próximo da sua casa aqui.

Comentários

Lembramos que este espaço é reservado somente para comentários referentes à matéria em questão. Somente comentários relevantes serão autorizados. Pedidos de oração e orientação podem ser feitos na página do Pastor Online: www.universal.org/pastoronline. Sugestões e reclamações podem ser enviados para redacao@sp.universal.org.br.

Nossas Sugestões

Nossas sugestões

x
Anterior Próximo