USA
 

Quer privacidade? Não case!

O casamento precisa de transparência. Se a pessoa esconde alguma coisa, é porque tem algo a temer

Muitos casais acreditam que a falta de privacidade atrapalha o relacionamento. Nos dias de hoje, tornou-se comum, por exemplo, manter a senha de uma conta bancária, do e-mail ou do celular em segredo, sem que o outro saiba qual é. Mas, acredite, esse tipo de privacidade é que atrapalha o entrosamento do casal, e não deve fazer parte da vida a dois.

Em postagem em sua rede social, o apresentador do programa "The Love School – A Escola do Amor", Renato Cardoso, explicou: “Se você quer manter parte da sua vida só para você, eu mantenho a firme convicção de que essa palavra (privacidade) não tem lugar entre marido e mulher. Por mais que você ache que seja uma intrusão o seu cônjuge ter o direito de ler os seus e-mails e mensagens, ou ter acesso à sua carteira e conta bancária, esse tipo de abertura é indispensável para um casamento saudável.”

Privacidade não tem a ver com o jeito de cada pessoa, seja quieto ou de poucas palavras. Nem confunda privacidade com um momento só seu, seja para se acalmar por algum desentendimento no ambiente de trabalho, desentendimento com algum familiar etc. “Há coisas que gosto de fazer que a minha esposa não se envolve – mas tem pleno conhecimento e acesso, se quiser”, comenta Renato.

O casamento precisa de transparência. Não tente manter segredos, seja leal e fiel. Se você esconde alguma coisa é porque tem algo a temer. “É simples, se quiser privacidade, não case.”

Assista ao vídeo abaixo e confira o que o apresentador diz:

Você está passando por alguma dificuldade em seu relacionamento? Participe da Terapia do Amor, que acontece todas as quintas-feiras, no Templo de Salomão. Ou clique aqui e encontre o endereço de uma Universal mais próxima de sua casa. 

Comentários

Lembramos que este espaço é reservado somente para comentários referentes à matéria em questão. Somente comentários relevantes serão autorizados. Pedidos de oração e orientação podem ser feitos na página do Pastor Online: www.universal.org/pastoronline. Sugestões e reclamações podem ser enviados para redacao@sp.universal.org.br.

Nossas Sugestões

Nossas sugestões

x
Anterior Próximo