USA
 

Ele era do mundo do crime e quase morreu após ser espancado

Conheça a história de vida de Henrique Dias

A vida de Henrique Dias (foto ao lado), hoje com 25 anos, sempre foi humilde e com dificuldades. Ele cresceu sem a presença paterna. Com apenas 7 anos, seus pais se separaram e, logo em seguida, o pai morreu em decorrência de uma cirrose.

Para suprir essa falta, aos 13 anos ele teve a sua primeira experiência com as drogas e com o mundo do crime. “Queria chamar atenção das pessoas e ser popular. Mas procurei ser aceito de uma maneira errada”, lembra ele.

Segundo Henrique, tudo começou pelo cigarro e bebida alcoólica. “Eles foram a porta de entrada para a marginalidade. Logo no início, comecei a matar aulas na escola para consumir maconha com grupos de supostos amigos. Aquilo era prazeroso. Foi então que comecei a me arriscar vendendo drogas e fazendo diversos assaltos.”

Naquela época, ele frequentava bares e festas noturnas todos os dias da semana. Durante o divertimento, não podiam faltar crack e cocaína. Henrique se arriscava muito pelo prazer momentâneo. “Perdi as contas de quantas vezes tentaram me matar e eu também tirar a vida de outras pessoas. Vi e participei de muitas coisas erradas.”

Todo o dinheiro que ele ganhava no crime ele gastava com luxo, vaidade e com as várias mulheres com quem saía nas noitadas. Enquanto isso, a sua família — a mãe e oito irmãos — vivia na miséria.

Mas o pior estava por vir. “O meu fundo do poço veio após os meus próprios 'amigos' tentarem me matar por causa de dinheiro e poder do crime. Certo dia, estávamos curtindo mais uma festa e houve uma discussão. Todos que estavam comigo começaram a me bater com garrafas, pedras, me deram pauladas e facadas para me matar.”

Após ser espancado, ele foi achado no dia seguinte à festa por uma moça que nem sequer conhecia. “Ela me encontrou no mato, cheio de sangue. Eu já estava fedendo e com moscas. Fui levado para o Instituto Médico Legal (IML), mas ainda estava vivo. Foi então que fui conduzido para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), onde fiquei 3 dias em coma profundo e 11 dias em coma induzido. Passei por três cirurgias de reconstituição facial. Durante 3 meses fiz fisioterapia para recuperar os movimentos. Até que tive alta.”

Transformação

A mudança na vida de Henrique aconteceu quando, aos 20 anos, foi convidado para conhecer o trabalho da Universal por um jovem que conhecera no mundo do crime mas que havia sido liberto e tinha uma vida transformada.

“Comecei a participar das reuniões e da Força Jovem desacreditado do que poderia acontecer. Mas fui liberto. Eu me afastei das amizades que me levavam para os vícios e o crime. Comecei a trabalhar e entreguei a minha vida para Jesus. Me batizei e recebi o Espírito Santo.”

Hoje, a vida de Henrique está totalmente transformada. “Sou obreiro voluntário. Tenho uma vida diferente do que era antes. Tenho casa própria, diversos terrenos e terminei os meus estudos. Agora me dedico às coisas de Deus. O mundo não tem mais sentido para mim. A minha família também mudou após observar a minha mudança e vive em outro patamar, com uma vida abençoada. Eu sou fruto da Universal”, finaliza.

Você também quer uma transformação em sua vida? Participe de uma reunião na Universal. Clique aqui e encontre o endereço mais próximo de sua casa. 

Comentários

Lembramos que este espaço é reservado somente para comentários referentes à matéria em questão. Somente comentários relevantes serão autorizados. Pedidos de oração e orientação podem ser feitos na página do Pastor Online: www.universal.org/pastoronline. Sugestões e reclamações podem ser enviados para redacao@sp.universal.org.br.

Nossas Sugestões

Nossas sugestões

x
Anterior Próximo