USA
 

As palavras que mais destroem relacionamentos

Descubra qual sentença é capaz de prejudicar o seu casamento

De acordo com o psicoterapeuta Jefrrey Bernstein, autor do livro “Why Can’t You Read My Mind?” (“Por Que Você Não Pode Ler Minha Mente”, em tradução literal), existem duas palavras que são capazes de, pouco a pouco, minar qualquer relacionamento amoroso: “você deveria”.

Bernstein tem mais de 25 anos de experiência realizando terapia familiar e de casal e explica que o uso indiscriminado da sentença “você deveria” em um casamento traz tanto peso para o ombro dos envolvidos que, após algum tempo, ambos não suportam mais a cobrança.

“Eu acredito que essas palavras constroem uma dinâmica de julgamento controlador. Pensar “você deveria” sobre alguém que ama cria uma energia negativa e, a longo prazo, pode ser tóxico para qualquer relacionamento, especialmente um amoroso”, explica o escritor.

Conforme ele relata, são inúmeros os casais que têm como raízes de seus problemas a má comunicação, resultando em cobrança excessiva. O “você deveria” se acumula em quem está recebendo a cobrança como um peso que só aumenta. Ao mesmo tempo, passa a preencher o interior do cobrador, já que ele sempre irá querer obter mais do que o outro pode oferecer.

Portanto, ao invés de dizer “você deveria agir assim” ou “você deveria falar dessa maneira”, o ideal é que essa cobrança seja substituída por uma doação, que resultaria, consequentemente, na doação do outro.

Por que dar é receber

O escritor Renato Cardoso, autor do livro “Casamento Blindado”, concorda que dar o melhor de si em um relacionamento é a melhor forma de fazer com que o outro faça o mesmo. Porém, ao invés disso, muitos casais se concentram em cobrar um do outro e se esquecem de fazer cada um a sua parte.

“Está bem claro na história de como tudo começou que Deus criou o homem e a mulher para servir um ao outro. O homem foi chamado de marido, que quer dizer ‘cuidador’. O seu papel principal é o de cuidar de sua esposa”, relata Renato. “A mulher, por sua vez, foi chamada por Deus de ‘auxiliadora’ de seu marido. E a lista de significados para o verbo ‘auxiliar’ ou ‘ajudar” é ainda mais longa.”

O casal precisa, portanto, viver em uma espécie de competição – muito saudável por sinal –, em que o objetivo é fazer cada vez mais bem ao outro. Nesse relacionamento de apoio, atenção e interesse estrutura-se o verdadeiro amor.

“É claro que queremos receber também, não apenas dar. E parece lógico que para receber, precisamos pedir. Porém, na lógica do Autor do Amor (Deus), dar é pedir. Portanto, o caminho para receber é dar, e não cobrar. Dar porque é nosso papel, nossa responsabilidade. Dar porque cremos na lei do dar e receber”, conclui Renato.

Infelizmente, muitos casais já iniciam a vida matrimonial pensando em como receber cada vez mais, doando-se cada vez menos. Se o seu relacionamento passa por uma fase como essa, participe da Terapia do Amor, que acontece todas as quintas-feiras, na Universal, e descubra como transformar essa situação.

Comentários

Lembramos que este espaço é reservado somente para comentários referentes à matéria em questão. Somente comentários relevantes serão autorizados. Pedidos de oração e orientação podem ser feitos na página do Pastor Online: www.universal.org/pastoronline. Sugestões e reclamações podem ser enviados para redacao@sp.universal.org.br.

Nossas Sugestões

Nossas sugestões

x
Próximo