USA
 

O segredo para vencer a luta da carne contra o Espírito

A exemplo do Senhor Jesus, todos nós somos tentados, mas assim como Ele venceu nós também podemos vencer. Saiba como

Um dos episódios mais marcantes da vida do Senhor Jesus, além da crucificação, foi quando Ele passou pelo deserto para ser tentado pelo diabo. Vale destacar que isso aconteceu logo após Ele ter sido batizado nas águas por João Batista e receber o batismo com o Espírito Santo. Ou seja, antes de ser levado para o deserto, Deus O capacitou para vencer não só o diabo, mas principalmente, a Sua própria carne, porque, embora Ele seja o Filho de Deus, naquela ocasião, também tinha a natureza humana.

Sabendo disso, Jesus permaneceu em jejum por 40 dias. A Bíblia diz que Ele não comeu nem bebeu durante todo período que esteve no deserto. O que entendemos com isso? Que Jesus tinha consciência da luta que travaria contra a Sua carne e contra o diabo e, para vencer essa guerra, o Seu espírito precisava estar forte.

Assim como o diabo tentou de várias maneiras desviar o foco de Jesus de agradar a Deus e cumprir Sua missão aqui na Terra, o mesmo ele tenta fazer com aqueles que têm esse propósito. 

As estratégias do diabo

Primeiro ele se aproveitou de um momento de fraqueza do Senhor Jesus – o fato de Ele estar com fome e sede - para fazê-Lo cair em tentação. Em seguida, usando a própria Palavra de Deus, tentou convencê-Lo a se atirar de cima do pináculo do Templo. E, por último, tentou seduzi-Lo oferecendo a Ele poder e autoridade sobre os reinos desse mundo.

O que fez com que Ele então resistisse ao diabo? A Sua comunhão com o Pai. Ele, em todo o tempo, inclusive no deserto, andava em Espírito, isto é, com os pensamentos ligados aos pensamentos de Deus.

Isso confirma o que está escrito:

“Digo, porém: Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne. Porque a carne cobiça contra o Espírito, e o Espírito contra a carne; e estes opõem-se um ao outro, para que não façais o que quereis. (Gálatas 5.16)

Andar em espírito é obedecer à Voz de Deus, mesmo quando sua vontade diz para contrariá-la. É agir pela razão e não pelo sentimento. É fazer o que é certo mesmo quando o coração, que é irracional e desesperadamente corrupto, tenta a todo custo impor a sua vontade e convencê-lo a ceder às suas emoções e aos seus sentimentos.

 “Se você agir pelo coração nunca vai servir a Deus, nunca vai se submeter a Ele, nunca vai Lhe obedecer, nunca será disciplinado, você será sempre rebelde”, alertou o bispo Macedo, durante a mensagem transmitida, recentemente, pela Rede Aleluia.  “Mas se você seguir sua capacidade de raciocinar e disser: ‘Eu vou obedecer’. Independentemente do que sente ou deixa de sentir, você vai agradar a Deus e tomar posse do impossível. A sua fé vai funcionar, porque você vai agir de acordo com o seu intelecto, e não de acordo com o seu coração”, garante.

Daí a importância de buscar o batismo com o Espírito Santo, porque é Ele que nos dá condições para obedecer. “Assim como Ele guiou Jesus e O fez vencer o diabo e ir até a morte, também lhe dará condições de vencer não apenas o diabo, mas sobretudo, a si próprio, a sua vontade, o seu eu, seu egoísmo, seus sentimentos”, afirmou o bispo.

Faça o oposto do que o seu coração sente

O bispo Macedo dá a receita para vencer esse conflito interior“Ainda que meu coração queira se sujeitar ao pecado, na minha mente eu digo não. Eu não quero saber o que o meu coração está sentindo, eu vou obedecer, porque sei que quando eu obedeço estou agindo a fé.  Se Ele disse “perdoai”, é porque eu tenho a capacidade de perdoar, então eu vou perdoar. É isso que faz a diferença da fé racional e da fé emocional”, ressaltou.

Por isso, para fortalecer o seu espírito e receber poder do Alto para vencer essa batalha espiritual, participe todas as quartas-feiras, da Noite da Salvação, em uma Universal mais próxima da sua casa. Veja aqui os endereços.

Comentários

Lembramos que este espaço é reservado somente para comentários referentes à matéria em questão. Somente comentários relevantes serão autorizados. Pedidos de oração e orientação podem ser feitos na página do Pastor Online: www.universal.org/pastoronline. Sugestões e reclamações podem ser enviados para redacao@sp.universal.org.br.

Nossas Sugestões

Nossas sugestões

x
Próximo