USA
 

Como perdoar alguém que cortou o seu rosto?

Se você convive com mágoa, angústia e tristeza pelo que te fizeram, precisa conhecer a história abaixo

Perdoar quem um dia lhe fez tanto mal não é uma tarefa simples, mas é preciso. Claro que para quem está do lado de fora tudo parece fácil, mas só quem vivenciou situações de profundo desamor e amargura, injustiças e até violências e abusos sexuais, sabe o quanto dói mexer em uma ferida dessas.

No entanto, não tem jeito: se a pessoa deseja esquecer o passado de desamor e ter uma nova vida, bem como ter paz consigo, e, consequentemente, com os outros, o ato de perdoar se torna imprescindível, principalmente por aqueles que reconhecem nessa atitude uma das principais ordenanças de Deus: perdoar quem um dia nos ofendeu para, assim, também sermos perdoados quando ofendermos alguém.

Sabrina Medeiros, de 27 anos (foto acima), sabe muito bem o que isso significa. A jovem, moradora de Porto Alegre, estado do Rio Grande do Sul, passou por momentos extremamente angustiantes antes de chegar à Universal, por meio do trabalho da Força Jovem Universal – FJU.

Segundo conta, com apenas 8 anos de idade foi abusada sexualmente por uma pessoa muito próxima dela, deixando marcas profundas em sua alma. Aos 14 se enveredou nos vícios (bebidas alcoólicas, cigarros e drogas). Depois, começou a se relacionar sentimentalmente com garotos e com garotas.

“Tudo isso porque tinha a necessidade de preencher um vazio que havia em mim; por isso, afundei-me no alcoolismo. Aos 21 anos já era totalmente viciada, tinha que beber todos os dias para me saciar. Meu café da manhã era uma lata de cerveja”, revela a jovem.

Sabrina diz que sempre foi bem estourada e não levava desaforo para casa. Um dia, ao presenciar o irmão caçula sendo agredido por uma estranha na rua, partiu para cima da mulher e foi atingida por um copo quebrado no rosto.

“Fui levada para o hospital desmaiada, ficando entre a vida e a morte. Levei 182 pontos na face, tive até que receber doação de sangue. Fiquei 2 meses me alimentando por sonda. Depois disso tive depressão profunda devido às sequelas da agressão e, por ter todo o meu cabelo cortado, fiquei em um estado tão caótico que recebi até atestado de loucura”, relembra.

Diante de tantos problemas, Sabrina diz que perdeu a vontade de viver.

“Tentei me matar duas vezes. Na primeira, tomei coquetel de remédios com cachaça, e na segunda, tentei me enforcar pendurada por um lençol, mas ele arrebentou. Com muito ódio no coração e sede de vingança, tentei matar duas vezes a moça que me cortou, queria ver a sua destruição total. Mas, graças a Deus, não obtive êxito”, tranquiliza-se.

Foi exatamente dessa forma, sem esperanças, perspectivas ou qualquer estímulo que Sabrina recebeu um convite para participar de uma reunião na Universal. “Foi lá que busquei ajuda para todos os meus traumas e dores, e – claro – encontrei! Foi por meio desse auxílio que a minha vida mudou por completo”, revela, animada.

Primeiramente, o perdão lhe alcançou, pontua Sabrina. “Perdoei a moça que me cortou, também aquela pessoa que abusou sexualmente de mim quando criança, libertando-me de toda a mágoa. Só assim pude conhecer verdadeiramente o Senhor Jesus”, descreve.

Sabrina hoje é uma jovem transformada. Ela se libertou dos vícios, da depressão e de tudo que a fazia ter uma vida triste e vazia. “Recebi o Espírito Santo e, por isso, tenho alegria de viver. E essa alegria que tenho quero transmitir ao máximo de pessoas, a fim de ajudá-las a terem a vida transformada como aconteceu com a minha”, finaliza.

Se igualmente à Sabrina você também precisa de uma mudança, de uma transformação, procure a Universal mais próxima de sua casa e se informe sobre as reuniões da Força Jovem.

Acesse, também, o site oficial do grupo, clicando aqui, e conheça algumas das ações realizadas pelo grupo. Curta a página oficial no Facebook: https://www.facebook.com/FJUSaoPaulo/?fref=ts.

(*) Com informações da Força Jovem Universal do Rio Grande do Sul

Comentários

Lembramos que este espaço é reservado somente para comentários referentes à matéria em questão. Somente comentários relevantes serão autorizados. Pedidos de oração e orientação podem ser feitos na página do Pastor Online: www.universal.org/pastoronline. Sugestões e reclamações podem ser enviados para redacao@sp.universal.org.br.

Nossas Sugestões

Nossas sugestões

x
Próximo